Finais da Taça de Portugal de Basquetebol Feminino: 1988-89 a 2012-13

 

ÉPOCA FASE ATINGIDA/ADVERSÁRIO RESULTADO
     
1988-89 Estrelas Avenida-CDUL 55-46
1989-90 Estrelas Avenida-CIBF 79-55
1990-91 Estrelas Avenida-Estrela Amadora 67-54
1991-92 Estrelas Avenida-Académico Porto 60-55
1992-93 União Santarém-Estrelas Avenida 57-55
1993-94 União Santarém-CAB 88-61
1994-95 Estrelas Avenida-Olivais FC 66-55
1995-96 CAB-Anadia 70-63
1996-97 União Santarém-Anadia 88-86
1997-98 União Santarém-Olivais FC 72-62
1998-99 CAB-Nacional 76-66
1999-2000 CAB-Nacional 60-46
2000-01 Santarém Basket-Olivais FC 76-53
2001-02 Santarém Basket-CAB 69-63
2002-03 Santarém Basket-Olivais FC 69-56
2003-04 GDESSA-Olivais FC 65-59
2004-05 GDESSA-CAB 71-59
2005-06 CAB-Boa Viagem 90-73
2006-07 CAB-Boa Viagem 80-68
2007-08 Vagos-Algés 62-53
2008-09 Olivais FC-Vagos 73-63
2009-10 Olivais FC-Boa Viagem 67-58
2010-11 Quinta dos Lombos-Algés 78-56
2011-12 Vagos-Algés 55-49
2012-13 Algés-CAB 80-72
     
+Campo neutro; *recinto adversário  

Este ciclo começou com quatro taças consecutivas do Estrelas Avenida. Adicionaria a de 1994-95 e ocupa o terceiro lugar de equipas com mais taças, cinco. O CAB também faz parte desse grupo, com cinco taças neste período (1995-96, 1998-99, 1999-2000, 2005-06 e 2006-07).  Com quatro taças neste hiato, surge o União Santarém com dois bis (1992-93 e 1993-94; 1996-97 e 1997-98). Com três, todas consecutivas, surge o Santarém Basket (2000-01 a 2002-03). Depois com duas GDESSA, Olivais FC e Vagos. Com uma aparece Quinta dos Lombos. Todos os clube enunciados neste primeiro parágrafo não conquistaram mais taças, isto é, apenas triunfaram neste ciclo, antes não.

O Algés fecha este ciclo com o triunfo em 2012-13. Ao contrário das outras equipas, tinha cinco taças festejadas nos anos 80, no período exposto neste blog anterior a este. Com essa vitória isolou-se no segundo lugar do palmarés da prova com seis taças, só o CIF com sete tem mais.

fpb

Anúncios

Finais da Taça de Portugal de Basquetebol Feminino: 1963-64 a 1987-88

fpb

 

 

ÉPOCA FASE ATINGIDA/ADVERSÁRIO RESULTADO
     
1963-64 CDUP-Benfica 26-16
1964-65 CDUP-CDUL 33-6
1965-66 CDUP-CIF 24-17
1966-67 CDUP-CIF 26-22
1967-68 Académica-CIF 41-37
1968-69 Académica-CUF 51-35
1969-70 Académica-Gaia 69-48
1970-71 Académica-CIF 50-42
1971-72 Académico Porto-Académica 66-59
1972-73 Académico Porto-Algés 60-22
1973-74 Académico Porto-Académica 45-39
1974-75 Académico Porto-CIF 55-41
1975-76 CIF-Benfica 80-15
1976-77 CIF-Académico Porto 55-46
1977-78 CIF-LX Oriental 51-35
1978-79 CIF-Olivais FC 57-44
1979-80 CIF-Académico Porto 74-49
1980-81 Académico Porto-Algés 54-47
1981-82 Algés-Olivais FC 82-46
1982-83 Algés-Académico Porto 69-58
1983-84 CIF-Independente 72-57
1984-85 Algés-Académico Porto 94-55
1985-86 Algés-CIF 71-64
1986-87 Algés-Académico Porto 88-48
1987-88 CIF-Algés 88-46
     
+Campo neutro; *recinto adversário  

O clube que mais dominou este período, 1963-64 a 1987-88, foi o CIF com sete triunfos, entre os quais, cinco consecutivos (1975-76 a 1979-80), recorde da prova, ainda não igualado. Segue-se o Académico Porto e o Algés com cinco cada. O Académico Porto conseguiu mesmo um tetra (1971-72 e 1974-75) e o Algés um tri (1984-85 a 1986-87).  Os portuenses não mais triunfaram. O Algés só festejou mais uma vez, em 2012-13.

 Apenas cinco clubes triunfaram durante estes 25 anos. Três estão mencionados no parágrafo acima. Os outros venceram as primeiras oito edições, repartindo igualmente os troféus e não mais ganharam após estas vitórias: CDUP, venceu as primeiras quatro taças (1963-64 a 1966-67) e a Académica as seguintes quatro (1967-68 a 1970-71). De ressalvar que enquanto o CDUP só foi uma vez campeão nacional, a Académica, apesar de não festejar desde 1975-76, é ainda a equipa com mais razões para sorrir no escalão máximo desta modalidade, com dez. O CIF, segue-se com nove. Dos aqui mencionados: Académico Porto tem dois títulos, Algés por sua vez seis.

 

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑