Grande Rui Costa: campeões mundiais de ciclismo

 

ÉPOCA CAMPEÃO MUNDIAL  
     
1927 Alfredo Binda (Itália)  
1928 Georges Ronsse (Bélgica)  
1929 Georges Ronsse (Bélgica)  
1930 Alfredo Binda (Itália)  
1931 Learco Guerra (Itália)  
1932 Alfredo Binda (Itália)  
1933 Georges Speicher (França)  
1934 Karel Kaers (Bélgica)  
1935 Jean Aerts (Bélgica)  
1936 Antonin Magne (França)  
1937 Eloi Meulenberg (Bélgica)  
1938 Marcel Kint (Bélgica)  
1946 Hans Knecht (Suíça)  
1947 Théo Middelkamp (Holanda)  
1948 Alberic Schotte (Bélgica)  
1949 Rik Van Steenbergen (Bélgica)  
1950 Alberic Schotte (Bélgica)  
1951 Ferdinand Kübler (Suíça)  
1952 Heinz Müller (RFA)  
1953 Fausto Coppi (Itália)  
1954 Louison Bobet (França)  
1955 Constant Ockers (Bélgica)  
1956 Rik Van Steenbergen (Bélgica)  
1957 Rik Van Steenbergen (Bélgica)  
1958 Ercole Baldini (Itália)  
1959 André Darrigade (França)  
1960 Rik Van Looy (Bélgica)  
1961 Rik Van Looy (Bélgica)  
1962 Jean Stablinski (França)  
1963 Benoni Beheyt (Bélgica)  
1964 Jan Janssens (Holanda)  
1965 Tom Simpson (Grã-Bretanha)  
1966 Rudy Altig (RFA)  
1967 Eddy Merckx (Bélgica)  
1968 Vittorio Adorni (Itália)  
1969 Harm Ottenbros (Holanda)  
1970 Jean-Pierre Monsére (Bélgica)  
1971 Eddy Merckx (Bélgica)  
1972 Marino Basso (Itália)  
1973 Felice Gimondi (Itália)  
1974 Eddy Merckx (Bélgica)  
1975 Hennie Kuiper (Holanda)  
1976 Freddy Maertens (Bélgica)  
1977 Francesco Moser (Itália)  
1978 Gerrie Knetemann (Holanda)  
1979 Jan Raas (Holanda)  
1980 Bernard Hinault (França)  
1981 Freddy Maertens (Bélgica)  
1982 Giuseppe Saronni (Itália)  
1983 Greg LeMond (EUA)  
1984 Claude Criquielion (Bélgica)  
1985 Joop Zoetemelk (Holanda)  
1986 Moreno Argentin (Itália)  
1987 Stephen Roche (República Irlanda)  
1988 Maurizio Fondriest (Itália)  
1989 Greg LeMond (EUA)  
1990 Rudy Dhaenens (Bélgica)  
1991 Gianni Bugno (Itália)  
1992 Gianni Bugno (Itália)  
1993 Lance Armstrong (EUA)  
1994 Luc Leblanc (França)  
1995 Abraham Olano (Espanha)  
1996 Johan Museeuw (Bélgica)  
1997 Laurent Brochard (França)  
1998 Oscar Camenzind (Suíça)  
1999 Oscar Freire (Espanha)  
2000 Romans Vainsteins (Letónia)  
2001 Oscar Freire (Espanha)  
2002 Mario Cipollini (Itália)  
2003 Igor Astarloa (Espanha)  
2004 Oscar Freire (Espanha)  
2005 Tom Boonen (Bélgica)  
2006 Paolo Bettini (Itália)  
2007 Paolo Bettini (Itália)  
2008 Alessandro Ballan (Itália)  
2009 Cadel Evans (Austrália)  
2010 Thor Hushovd (Noruega)  
2011 Mark Cavendish (Grã-Bretanha)  
2012 Philippe Gilbert (Bélgica)  
2013 RUI COSTA (PORTUGAL)  
     
+Campo neutro; *recinto adversário  

 

Grande Rui Costa! Campeão mundial de ciclismo! A primeira medalha de ouro da modalidade neste tipo de provas! Um grande triunfo! O maior da história deste desporto em Portugal!

Uma competição que começou a disputar-se em 1927 e teve como vencedor Alfredo Binda. Um italiano vencedor de cinco Giros. Seria também um dos quatro da história desta prova com  três triunfos. Os outros são:  o grande Eddy Merckx, Oscar Freire e  Rik Van Steenbergen. Os quatro com mais vitórias! A seguir sete que venceram por duas vezes, entre os quais quatro belgas:  Alberic Schotte, Freddy Maertens,  Georges Ronsse e Rik Van Looy ; dois italianos:  Gianni Bugno e Paolo Bettini; e um americano Greg LeMond, trivencedor do Tour. De resto uma variedade de vencedores com uma vitória, entre os quais o agora caído em desgraça: Lance Armstrong; ou outros como Bernard Hinault, pentavencedor do Tour; outros vitoriosos no Tour como Stephen Roche, Cadel Evans, Felice Gimondi, Fausto Coppi; ou o melhor sprinter da atualidade Mark Cavendish.

fpc

Anúncios

Maratona Londres

Um evento onde um português se destacou. É, juntamente, com outros dois atletas o que mais vezes aqui triunfou. Isto é, estamos a falar de António Pinto que aqui venceu três vezes. Recorde igualado por o queniano Martin Lel e o mexicano Dionicio Ceron, único a vencer três vezes consecutivas.

Na última década, tem-se assistido a um domínio de atletas africanos, mormente, quenianos como Martin Lel e Felix Limo, que têm três e uma  vitória respectivamente.

O último britânico a vencer foi Eamonn Martin em 1993 e não se afigura que outro possa vencer nos próximos tempos; o mesmo se passa relativamente a  atletas portugueses. O último europeu a aqui vencer foi António Pinto, veremos se ele terá um sucessor em breve.

ANO CAMPEÃO
1981 Dick Beardsley (EUA) e Inge Simonsen (Noruega)
1982 Hugh Jones (Grã-Bretanha)
1983 Mike Gratton (Grã-Bretanha)
1984 Charlie Spedding (Grã-Bretanha)
1985 Steve Jones (Grã-Bretanha)
1986 Toshihiko Seko (Japão)
1987 Hiromi Taniguchi (Japão)
1988 Henrik Jorgensen (Dinamarca)
1989 Douglas Wakiihuri (Quénia)
1990 Allister Hutton (Grã-Bretanha)
1991 Yakov Tolstikov (Rússia)
1992 António Pinto (Portugal)
1993 Eamonn Martin (Grã-Bretanha)
1994 Dionicio Ceron (México)
1995 Dionicio Ceron (México)
1996 Dionicio Ceron (México)
1997 António Pinto (Portugal)
1998 Abel Anton (Espanha)
1999 Abdelkader El Mouaziz (Marrocos)
2000 António Pinto (Portugal)
2001 Abdelkader El Mouaziz (Marrocos)
2002 Khalid Khannouchi (EUA)
2003 Gezahegne Abera (Etiópia)
2004 Evans Rutto (Quénia)
2005 Martin Lel (Quénia)
2006 Felix Limo (Quénia
2007 Martin Lel (Quénia)
2008 Martin Lel (Quénia)
2009 Samuel Wanjiru (Quénia)
2010 Tsegaye Kebede (Etiópia)
Campeões: TAÇAS
António Pinto: 1992,1997,2000 3
Dionicio Ceron: 1994,1995,1996 3
Martin Lel: 2005,2007,2008 3
Abdelkader El Mouaziz: 1999,2001 2
Abel Anton: 1998 1
Allister Hutton: 1990 1
Charlie Spedding : 1984 1
Dick Bearsdsley: 1981 1
Douglas Wakiihuri: 1989 1
Eamonn Martin: 1993 1
Evans Rutto: 2004 1
Felix Limo: 2006 1
Gezahegne Abera: 2003 1
Henrik Jorgensen: 1988 1
Hiromi Taniguchi: 1987 1
Hugh Jones: 1982 1
Inge Simonsen: 1981 1
Khalid Khannouchi: 2002 1
Mike Gratton: 1983 1
Samuel Wanjiru: 2009 1
Steve Jones: 1985 1
Toshihiko Seko : 1986 1
Tsegaye Kebede: 2010 1
Yakov Tolstikov: 1991 1

Maratona Londres, sector feminino

Uma prova recente, teve apenas a sua primeira edição em 1981, quer no sector feminino como masculino. Aqui temos as vencedoras desde então. Embora no seu alvor fosse impensável atingir a notoriedade que goza actualmente, no entanto, foi graças aos seus promotores e ao seu labor que se tornou numa das cinco maratonas mais importantes do mundo atlético. Só as maratonas, incluídas nas provas oficiais, isto é, nos Europeus, Mundias e Jogos Olímpicos, ganham em importância a estas, no entanto, há sempre atletas que se preparam para ganhar uma destas em vez dum Mundial ou Europeu, devido ao alto valor financeiro da recompensa para quem ganhe e ao facto de que correr uma maratona é sempre um grande esforço não podendo fazer muito mais que duas ou três por ano, daí essa opção que muitos fazem.

No sector feminino destacam-se, isto é, com mais triunfos as lendas norueguesas: Ingrid Kristiansen com quatro vitórias, ainda a que mais vezes venceu e ainda outra lenda Grete Waitz. Também lendas quenianas como Derartu Tulu e Tegla Louroupe aqui venceram, apenas uma vez, mas ganharam. Também, a nossa maior maratonista de todos os tempos e uma das melhores de sempre aqui bebeu o champagne da glória, isto é, em 1991 Rosa Mota correu e ganhou. A melhor atleta europeia desta última década neste evento, Paula Radcliffe, triunfou por três vezes. Talvez, correndo em casa em 2012, nos Jogos Olímpicos, vença a medalha olímpica que tanto luta por.

ANO CAMPEÃO
1981 Joyce Smith (Grã-Bretanha)
1982 Joyce Smith (Grã-Bretanha)
1983 Grete Waitz (Noruega)
1984 Ingrid Kristiansen (Noruega)
1985 Ingrid Kristiansen (Noruega)
1986 Grete Waitz (Noruega)
1987 Ingrid Kristiansen (Noruega)
1988 Ingrid Kristiansen (Noruega)
1989 Veronique Marot (Grã-Bretanha)
1990 Wanda Panfil (Polónia)
1991 ROSA MOTA (PORTUGAL)
1992 Katrin Dorre (Alemanha)
1993 Katrin Dorre (Alemanha)
1994 Katrin Dorre (Alemanha)
1995 Malgorzata Sobanska (Polónia)
1996 Liz McColgan (Grã-Bretanha)
1997 Joyce Chepchumba (Quénia)
1998 Catherina McKiernan (República Irlanda)
1999 Joyce Chepchumba (Quénia)
2000 Tegla Loroupe (Quénia)
2001 Derartu Tulu (Etiópia)
2002 Paula Radcliffe (Grã-Bretanha)
2003 Paula Radcliffe (Grã-Bretanha)
2004 Margaret Okayo (Quénia)
2005 Paula Radcliffe (Grã-Bretanha)
2006 Deena Kastor (EUA)
2007 Chunxiu Zhou (China)
2008 Irina Mikitenko (Alemanha)
2009 Irina Mikitenko (Alemanha)
2010 Liliya Shobukhova (Rússia)
Campeões: TAÇAS
Ingrid Kristiansen: 1984,1985,1987,1988 4
Katrin Dorre: 1992,1993,1994 3
Paula Radcliffe: 2002,2003,2005 3
Grete Waitz: 1983,1986 2
Irina Mikitenko: 2008,2009 2
Joyce Chepchumba: 1997,1999 2
Joyce Smith: 1981,1982 2
Catherina McKiernan: 1998 1
Chunxiu Zhou: 2007 1
Deena Kastor: 2006 1
Derartu Tulu: 2001 1
Liliya Shobukhova: 2010 1
Liz McColgan: 1996 1
Malgorzata Sobanska: 1995 1
Margaret Okayo: 2004 1
ROSA MOTA: 1991 1
Tegla Loroupe: 2000 1
Veronique Marot: 1989 1
Wanda Panfil: 1990 1

Volta a Portugal

Uma prova que se começou a disputar em 1927, vencida então por Augusto Carvalho do Carcavelos. Uma prova com muitos vencedores, de facto entre a terceira vitória de Alves Barbosa em 1958, até à segunda de Joaquim Agostinho em 1971, ninguém conseguiu obter um segundo triunfo. Facto que se registou também entre a segunda vitória de Orlando Rodrigues em 1995 e a segunda de David Blanco em 2008, sendo este até agora o único estrangeiro que conseguiu bisar. Até 1996, só quatro corredores estrangeiros tinham conseguido vencer, depois desse ano, Vítor Gamito em 2000 e Nuno Ribeiro em 2003 e 2009 foram os únicos portugueses que triunfaram.

O corredor com mais etapas ganhas é Alves Barbosa com 34, seguido de Joaquim Agostinho com 24 e o corredor do povo Cândido Barbosa também com 24. No entanto é de realçar que enquanto Alves Barbosa corria, a Volta a Portugal chegava a ter mais de 25 etapas, enquanto Cândido Barbosa nem 15 dias a prova durava. Em relação a Joaquim Agostinho, correu seis vezes este evento, venceu cinco e terminou em segundo noutro, no entanto, o que conta são as três vitórias consecutivas 1970,1971,1972, feito nunca igualado por ninguém, pois as vitórias de 1969 e  1973, lhe foram retiradas por doping. Joaquim Agostinho que é o único português a terminar no pódio do Tour, duas vezes terceiro, e da Vuelta, onde foi segundo em 1974.

Quem mais vezes a venceu foi Marco Chagas, quatro vitórias (1982,1983,1985,1986), todavia, faltou-lhe sempre um grande resultado no estrangeiro, em provas como o Giro, o Tour e a Vuelta, mas, é o ciclista com mais triunfos na Volta a Portugal. Sem deixar de referir que José Azevedo quinto uma vez e sexto noutro no Tour e quinto no Giro, melhor resultado até hoje de um português, nunca venceu a prova máxima do calendário velocipédico nacional, o que não deixa de ser no mínimo sui generis.

Como se pode ver adiante, foram poucos os que venceram por mais que uma vez, apenas treze ciclistas. Daqui realce-se a diferença de seis anos entre uma vitória e outra, a maior distância entre dois triunfos; feito obtido por Nuno Ribeiro com vitórias em 2003 e 2009. Podemos também destacar os dois triunfos de José Maria Nicolau de Alfredo Trindade, os dois primeiros grandes ídolos do ciclismo português, ambos no início dos anos 30. Outra rivalidade houve entre Joaquim Gomes e Orlando Rodrigues, embora não com a mesma dimensão, tendo ambos obtidos dois triunfos, Joaquim Gomes em 1989 e 1993, Orlando Rodrigues em 1994 e 1995. Dos que venceram duas vezes, há que realçar Ribeiro da Silva, vitórias em 1955 e 1957, a quem uma atrocidade da vida, isto é, faleceu num acidente de viação no auge da sua carreira, o impediu de alcançar mais feitos dourados ao seu palmarés, lembrando um quarto lugar obtido na Vuelta. O qual ainda protagonizou entre 1955 e 1957, uma rivalidade intensa com Alves Barbosa, com a curiosidade de um ser do Académico Porto e de o tri-vencedor da Volta ser do Sangalhos. Para terminar, de referir as quatro vitórias da equipa da Maia, que chegou a obter um terceiro lugar colectivo na Vuelta, foram todas obtidas por corredores estrangeiros.

ANO CAMPEÃO
1927 Augusto Carvalho (Carcavelos)
1931 José Maria Nicolau (Benfica)
1932 Alfredo Trindade (Rio Janeiro)
1933 Alfredo Trindade (Sporting)
1934 José Maria Nicolau (Benfica)
1935 César Luís (Leões do Alentejo)
1938 José Albuquerque (Campo Ourique)
1939 Joaquim Fernandes (CUF)
1940 José Albuquerque (Sporting)
1941 Francisco Inácio (Sporting)
1946 José Martins (Iluminante)
1947 José Martins (Benfica)
1948 Fernando Moreira (FC Porto)
1949 Dias dos Santos (FC Porto)
1950 Dias dos Santos (FC Porto)
1951 Alves Barbosa (Sangalhos)
1952 Moreira de Sá (FC Porto)
1955 Ribeiro da Silva (Académico Porto)
1956 Alves Barbosa (Sangalhos)
1957 Ribeiro da Silva (Académico Porto)
1958 Alves Barbosa (Sangalhos)
1959 Carlos Carvalho (FC Porto)
1960 Sousa Cardoso (FC Porto)
1961 Mário Silva (FC Porto)
1962 José Pacheco (FC Porto)
1963 João Roque (Sporting)
1964 Joaquim Leão (FC Porto)
1965 Peixoto Alves (Benfica)
1966 Francisco Valadas (Benfica)
1967 Anton Houbrechts (Flândria)
1968 Américo Silva (Benfica)
1969 Joaquim Andrade (Sangalhos)
1970 Joaquim Agostinho (Sporting)
1971 Joaquim Agostinho (Sporting)
1972 Joaquim Agostinho (Sporting)
1973 Jesus Manzaneque (Messias)
1974 Fernando Mendes (Benfica)
1976 Firmino Bernardino (Benfica)
1977 Adelino Teixeira (Lousa)
1978 Belmiro Silva (Coimbrões)
1979 Joaquim Sousa Santos (FC Porto)
1980 Francisco Miranda (Lousa)
1981 Manuel Zeferino (FC Porto)
1982 Marco Chagas (FC Porto)
1983 Marco Chagas (Mako Jeans)
1984 Venceslau Fernandes (Ajacto)
1985 Marco Chagas (Sporting)
1986 Marco Chagas (Sporting)
1987 Manuel Cunha (Sicasal/Torreense)
1988 Cayn Theaston (Louletano/Vale de Lobo)
1989 Joaquim Gomes (Sicasal/Torreense)
1990 Fernando Carvalho (Ruquita/Feirense)
1991 Jorge Silva (Sicasal-Acral)
1992 Cássio Freitas (Recer/Boavista)
1993 Joaquim Gomes (Recer/Boavista)
1994 Orlando Rodrigues (Artiach)
1995 Orlando Rodrigues (Artiach)
1996 Massimiliano Lelli (Saeco/Levira)
1997 Zenon Jaskula (Mapei GB)
1998 Marco Serpellini (Brescialat)
1999 David Plaza (Benfica)
2000 Vítor Gamito (Porta da Ravessa)
2001 Fabian Jeker (Maia/CIN)
2002 Claus Moller (Maia/Milaneza/Mss)
2003 Nuno Ribeiro (La Pecol/Bombarral)
2004 David Bernabéu (Milaneza/Maia)
2005 Vladimir Efimkin (Barloworld/Valsir)
2006 David Blanco (Comunidad Valenciana)
2007 Xavier Tondo (LA/Mss/Maia)
2008 David Blanco (Palmeiras Resort/Tavira)
2009 Nuno Ribeiro (Liberty Seguros)
Vencedores: TAÇAS
Marco Chagas: 1982,1983,1985,1986 4
Alves Barbosa: 1951,1956,1958 3
Joaquim Agostinho: 1970,1971,1972 3
Alfredo Trindade: 1932,1933 2
David Blanco: 2006,2008 2
Dias dos Santos: 1949,1950 2
Joaquim Gomes: 1989,1993 2
José Albuquerque: 1938,1940 2
José Maria Nicolau: 1931,1934 2
José Martins: 1946,1947 2
Nuno Ribeiro: 2003,2009 2
Orlando Rodrigues: 1994,1995 2
Ribeiro da Silva: 1955,1957 2
Adelino Teixeira: 1977 1
Américo Silva: 1968 1
Anton Houbrechts: 1967 1
Augusto Carvalho: 1927 1
Belmiro Silva: 1978 1
Carlos Carvalho: 1959 1
Cássio Freitas: 1992 1
Cayn Theakston: 1988 1
César Luis: 1935 1
Claus Moller: 2002 1
David Bernabéu: 2004 1
David Plaza: 1999 1
Fabian Jeker: 2001 1
Fernando Carvalho: 1990 1
Fernando Mendes: 1974 1
Fernando Moreira: 1948 1
Firmino Bernardino: 1976 1
Francisco Inácio: 1941 1
Francisco Miranda: 1980 1
Francisco Valadas: 1966 1
Jesus Manzaneque: 1973 1
João Roque: 1963 1
Joaquim Andrade: 1969 1
Joaquim Fernandes: 1939 1
Joaquim Leão: 1964 1
Joaquim Sousa Santos: 1979 1
Jorge Silva: 1991 1
José Pacheco: 1962 1
Manuel Cunha: 1987 1
Manuel Zeferino: 1981 1
Marco Serpellini: 1998 1
Mário Silva: 1961 1
Massimiliano Lelli: 1996 1
Moreira de Sá: 1952 1
Peixoto Alves: 1965 1
Sousa Cardoso: 1960 1
Venceslau Fernandes: 1984 1
Vítor Gamito: 2000 1
Vladimir Efimkin: 2005 1
Xavier Tondo: 2007 1
Zenon Jaskula: 1997 1

Volta ao Alentejo

Esta competição tem uma particularidade desde que foi criada em 1983, nunca nenhum ciclista a conseguiu vencer por duas vezes. Na lista dos vencedores temos nomes como Marco Chagas, vencedor de quatro Voltas a Portugal, Joaquim Gomes, duplo vencedor da Volta a Portugal, Fernando Carvalho, Jorge Silva, Adelino Teixeira e Manuel Zeferino que a venceram numa ocasião. Tudo grandes nomes da história do ciclismo português.

Contudo a partir da década de 90, as equipas estrangeiras e os corredores estrangeiros passaram a dominar esta prova, por isso, entre 1995 e 2009, só por duas vezes corredores portugueses venceram: 2002, Joaquim Andrade e 2006, Hugo Ribeiro. Nesses corredores estrangeiros, alguns a correr em equipas portuguesas, o que não é o caso da lenda que vou referir a seguir, destaca-se Miguel Indurain, penta vencedor do Tour e ainda dois triunfos no Giro. Destaque-se ainda, Melchior Mauri, vencedor de uma Vuelta.

ANO VENCEDOR
1983 Paulo Ferreira
1984 Marco Chagas
1985 Adelino Teixeira
1986 Manuel Zeferino
1987 Joaquim Salgado
1988 Joaquim Gomes
1989 Fernando Carvalho
1990 José Récio
1991 Blanco Villar
1992 António Pinto
1993 Jorge Silva
1994 Carlos Carneiro
1995 Asiat Saltov
1996 Miguel Indurain
1997 Aitor Garmendia
1998 Melchior Mauri
1999 José Luís Rubiera
2000 Claus Moller
2001 Laszlo Bodogri
2002 Joaquim Andrade
2003 Andrei Zintchenko
2004 Danail Petrov
2005 Xavier Tondo
2006 Hugo Ribeiro
2007 Manuel Vasquez
2008 Hector Guerra
2009 Maxime Bouet
Nunca qualquer ciclista conseguiu vencer mais que uma vez esta prova.

Troféu Joaquim Agostinho

Prova que decorre na zona de Torres Vedras, terra natal do melhor ciclista português de todos os tempos, Joaquim Agostinho. Quando a prova se começou a disputar, Joaquim Agostinho ainda pedalava no mundo dos vivos, só após a sua morte é que se atribuiu o seu nome à prova velocipédica da sua terra, da sua cidade, da sua zona cuja primeira edição foi em 1978, vencida por Carlos Santos.

Um evento desportivo de alguma importância no calendário velocipédico português, pois, nos últimos anos, é o último verdadeiro teste antes da Volta a Portugal. Já consagrou nomes famosos como Firmino Bernardino (1979), vencedor da Volta-76; Venceslau Fernandes (1981), vencedor da Volta-84;  Joaquim Gomes (1990,1994), bi-vencedor da Volta-89 e da Volta-93; Orlando Rodrigues (1995), bi-vencedor da Volta-94 e da Volta-95;  José Azevedo (1998), apesar de nunca ter ganho a Volta a Portugal, é talvez o melhor ciclista português de sempre a seguir a Joaquim Agostinho em virtude do 5ºlugar no Tour de 2004 e 6ºlugar na mesma prova em 2002 e o melhor lugar de sempre dum português no Giro, com um 5ºlugar em 2001; David Bernabéu (2002,2004), vencedor da Volta-04; Fabian Jeker (2003), vencedor da Volta-01; Xavier Tondo (2007); vencedor da Volta-07; e, porque não destacar o já veterano de muitas estradas, muito alcatrão pedalado e muitas subidas conquistadas, Joaquim Sampaio, com as vitórias de 1993 e 1996 é juntamente com Joaquim Gomes e David Bernabéu os únicos que conseguiram bisar.

ANO VENCEDOR
1978 Carlos Santos
1979 Firmino Bernardino
1980 Alexandre Ruas
1981 Venceslau Fernandes
1982 José Xavier
1983 Hardy Groeger
1984 Fernando Fernandes
1985 José Maria Barcala
1986 Peter Ugrumov
1987 Américo Silva
1988 Jacinto Paulinho
1989 Rui Duro
1990 Joaquim Gomes
1991 Vítor Klimov
1992 João Silva
1993 Joaquim Sampaio
1994 Joaquim Gomes
1995 Orlando Rodrigues
1996 Joaquim Sampaio
1997 Delmino Pereira
1998 José Azevedo
1999 Juan Guillamon
2000 Youri Sourkov
2001 Adrian Palomares
2002 David Bernabéu
2003 Fabian Jeker
2004 David Bernabéu
2005 Gerardo Fernandez
2006 Danail Petrov
2007 Xavier Tondo
2008 Tiago Machado
2009 Hector Guerra
Vencedores: TAÇAS
David Bernabéu: 2002,2004 2
Joaquim Gomes: 1990,1994 2
Joaquim Sampaio: 1993,1996 2
Adrian Palomares: 2001 1
Alexandre Ruas: 1980 1
Américo Silva: 1987 1
Carlos Santos: 1978 1
Danail Petrov: 2006 1
Delmino Pereira: 1997 1
Fabian Jeker: 2003 1
Fernando Fernandes: 1984 1
Firmino Bernardino: 1979 1
Gerardo Fernandez: 2005 1
Hardy Groeger: 1983 1
Hector Guerra: 2009 1
Jacinto Paulinho: 1988 1
João Silva: 1992 1
José Azevedo: 1998 1
José Maria Barcala: 1985 1
José Xavier: 1982 1
Juan Guillamon: 1999 1
Orlando Rodrigues: 1995 1
Peter Ugrumov: 1986 1
Rui Duro: 1989 1
Tiago Machado: 2008 1
Venceslau Fernandes: 1981 1
Vítor Klimov: 1991 1
Xavier Tondo: 2007 1
Youri Sourkov: 2000 1

Fórmula 1

Desporto motorizado número um, cujo, campeão mundial é o britânico Lewis Hamilton. Britânicos, aliás, que são os principais dominadores deste desporto, com o maior número de pilotos campeões mundiais, onde se destaca Jackie Stewart com três títulos; Nigel Mansell, com apenas um título, mas é o piloto britânico com mais corridas ganhas, 31 e, também, a curiosidade do primeiro campeão britânico Mike Hawthorn só ter ganho três corridas na sua carreira, no entanto, suficientes, para obter uma título mundial, em 1958, com o facto de na altura o campeonato ter menos de dez corridas. Três países que só têm um campeão mundial: Alemanha, Argentina e França. Curiosamente, são dessas nacionalidades os pilotos com mais títulos mundiais, respectivamente: Micheal Schumacher sete, Juan Manuel Fangio cinco e Alain Prost quatro. Alain Prost venceu 51 corridas na sua carreira, segundo melhor registo. Micheal Schumacher venceu nada mais nada menos 91 corridas, claramente o melhor registo e provavelmente um recorde que perdurará no tempo.  Podemos falar de pilotos tragicamente desparecidos que podiam ter acrescentado mais títulos ao seu palmarés, nomeadamente, Jim Clark, Alberto Ascari e claro Ayrton Senna. Finalmente, falar de Stirling Moss, o eterno vice-campeão. Apesar de ter ganho mais corridas do que por exemplo o tri-campeão mundial Jack Brabham, 15 contra 14, nunca conseguiu ser campeão mundial, falhando sempre nos principais momentos.

ANO

CAMPEÂO

1950

Nino Farina (Alfa Romeo)-Itália

1951

Juan Manuel Fangio (Alfa Romeo)-Argentina

1952

Alberto Ascari (Ferrari)-Itália

1953

Alberto Ascari (Ferrari)-Itália

1954

Juan Manuel Fangio (Maserati)-Argentina

1955

Juan Manuel Fangio (Mercedes)-Argentina

1956

Juan Manuel Fangio (Lancia/Ferrari)-Argentina

1957

Juan Manuel Fangio (Maserati)-Argentina

1958

Mike Hawthorn (Ferrari)-Grã-Bretanha

1959

Jack Brabham (Cooper/Clímax)-Austrália

1960

Jack Brabham (Cooper/Clímax)-Austrália

1961

Phil Hill (Ferrari)-EUA

1962

Graham Hill (BRM)-Grã-Bretanha

1963

Jim Clark (Lotus/Clímax)-Grã-Bretanha

1964

John Surtees (Ferrari)-Grã-Bretanha

1965

Jim Clark (Lotus/Clímax)-Grã-Bretanha

1966

Jack Brabham (Brabham/Repco)-Austrália

1967

Denis Hulme (Brabham/Repco)-Nova Zelândia

1968

Graham Hill (Lótus/Ford)-Grã-Bretanha

1969

Jackie Stewart (Matra/Ford)-Grã-Bretanha

1970

Jochen Rindt  (Lotus/Ford)-Áustria

1971

Jackie Stewart (Tyrrel/Ford)-Grã-Bretanha

1972

Emerson Fittipaldi (Lotus/Ford)-Brasil

1973

Jackie Stewart (Tyrrel/Ford)-Grã-Bretanha

1974

Emerson Fittipaldi (McLaren/Ford)-Brasil

1975

Niki Lauda (Ferrari)-Áustria

1976

James Hunt (McLaren/Ford)-Grã-Bretanha

1977

Niki Lauda (Ferrari)-Áustria

1978

Mario Andretti (Lotus/Ford)-EUA

1979

Jody Sheckter (Ferrari)-África do Sul

1980

Alan Jones (Williams/Ford)-Austrália

1981

Nelson Piquet (Brabham/Ford)-Brasil

1982

Keke Rosberg (Williams/Ford)-Finlândia

1983

Nelson Piquet (Brabham/BMW)-Brasil

1984

Niki Lauda (McLaren/TAG)-Áustria

1985

Alain Prost (McLaren/TAG)-França

1986

Alain Prost (McLaren/TAG)-França

1987

Nelson Piquet (Williams/Honda)-Brasil

1988

Ayrton Senna (McLaren/Honda)-Brasil

1989

Alain Prost (McLaren/Honda)-França

1990

Ayrton Senna (McLaren/Honda)-Brasil

1991

Ayrton Senna (McLaren/Honda)-Brasil

1992

Nigel Mansell (Williams/Renault)-Grã-Bretanha

1993

Alain Prost (Williams/Renault)-França

1994

Micheal Schumacher (Benetton/Ford)-Alemanha

1995

Micheal Schumacher (Benetton/Renault)-Alemanha

1996

Damon Hill (Williams/Renault)-Grã-Bretanha

1997

Jacques Villeneuve (Williams/Renault)-Canadá

1998

Mika Hakkinen (McLaren/Mercedes)-Finlândia

1999

Mika Hakkinen (McLaren/Mercedes)-Finlândia

2000

Micheal Schumacher (Ferrari)-Alemanha

2001

Micheal Schumacher (Ferrari)-Alemanha

2002

Micheal Schumacher (Ferrari)-Alemanha

2003

Micheal Schumacher (Ferrari)-Alemanha

2004

Micheal Schumacher (Ferrari)-Alemanha

2005

Fernando Alonso (Renault)-Espanha

2006

Fernando Alonso (Renault)-Espanha

2007

Kimi Raikkonen (Ferrari)-Finlândia

2008

Lewis Hamilton (McLaren/Mercedes)-Grã-Bretanha

 

Campeões:

TAÇAS

Micheal Schumacher:

1994,1995,2000,2001,2002,2003,2004

7

Juan Manuel Fangio:

1951,1954,1955,1956,1957

5

Alain Prost:

1985,1986,1989,1993

4

Ayrton Senna:

1988,1990,1991

3

Jack Brabham:

1959,1960,1966

3

Jackie Stewart:

1969,1971,1973

3

Nelson Piquet:

1981,1983,1987

3

Niki Lauda:

1975,1977,1984

3

Alberto Ascari:

1952,1953

2

Emerson Fittipaldi:

1972,1974

2

Fernando Alonso:

2005,2006

2

Graham Hill:

1962,1968

2

Jim Clark:

1963,1965

2

Mika Hakkinen:

1998,1999

2

Alan Jones:

1980

1

Damon Hill:

1996

1

Denis Hulme:

1967

1

Keke Rosberg:

1982

1

Kimi Raikkonen:

2007

1

Jacques Villeneuve:

1997

1

James Hunt:

1976

1

Jochen Rindt:

1970

1

Jody Sheckter:

1979

1

John Surtees:

1964

1

Lewis Hamilton:

2008

1

Mario Andretti:

1978

1

Mike Hawthorn:

1958

1

Nigel Mansell:

1992

1

Nino Farina:

1950

1

Phil Hill:

1961

1

WRC: Campeões do Mundial de Rally

Um campeonato com pouco mais de trinta anos com uma curiosidade: até agora sete pilotos finlandeses já conseguiram vencerem esta contenda. Dois deles conseguiram o tetra: Juha Kankkunen e Tommi Makinen, o último obteve-o consecutivamente. Além destes, destaca-se Marcus Gronholm, vencendo duas vezes e é,ainda, atrás de Sebastien Loeb, o segundo piloto de sempre com mais vitórias no campeonato. Podemos falar duma infeliz efeméride, os dois campeões britânicos já faleceram, um por doença, outro por acidente, sendo que o único título de ambos foi conseguido recentemente: Colin McRae em 1995 e Richard Burns em 2001. Uma infeliz coincidência. Por último, devemos falar de Sebastien Loeb, o piloto com maior número de vitórias em provas deste evento de sempre e o único pentacampeão desta modalidade e a sua carreira ainda não acabou, que mais conseguirá? Venceu os últimos cinco títulos e não se sabe quando acabará esta hegemonia. Num dos anos, venceu-o com um Citroen preparado pela Kronos, pois, a marca decidiu retirar-se por um ano do WRC. Portanto, afigura-se uma tarefa hercúlea acabar com este domínio, embora, como se costuma dizer, tudo tem um fim a questão será esta hegemonia terá fim por mérito de outro piloto ou pelo finalizar da carreira de Loeb vencendo?

ANO

CAMPEÃO

1977

Sandru Munari (Itália)-Lancia

1978

Markku Alen (Finlândia)-Fiat

1979

Bjorn Waldergaard (Suécia)-Ford

1980

Walter Rohrl (RFA)-Fiat

1981

Ari Vatanen (Finlândia)-Ford

1982

Walter Rohrl (RFA)-Opel

1983

Hannu Mikkola (Finlândia)-Audi

1984

Stig Blomqvist (Suécia)-Audi

1985

Timo Salonen (Finlândia)-Peugeot

1986

Juha Kankkunen (Finlândia)-Peugeot            

1987

Juha Kankkunen (Finlândia)-Lancia

1988

Massimo Biasion (Itália)-Lancia

1989

Massimo Biasion (Itália)-Lancia

1990

Carlos Sainz (Espanha)-Toyota

1991

Juha Kankkunen (Finlândia)-Lancia

1992

Carlos Sainz (Espanha)-Toyota

1993

Juha Kankkunen (Finlândia)-Toyota

1994

Didier Auriol (França)-Toyota

1995

Colin McRae (Grã-Bretanha)-Subaru

1996

Tommi Makinen (Finlândia)-Mitsubishi

1997

Tommi Makinen (Finlândia)-Mitsubishi

1998

Tommi Makinen (Finlândia)-Mitsubishi

1999

Tommi Makinen (Finlândia)-Mitsubishi

2000

Marcus Gronholm (Finlândia)-Peugeot         

2001

Richard Burns (Grã-Bretanha)-Subaru

2002

Marcus Gronholm (Finlândia)-Peugeot

2003

Petter Solberg (Noruega)-Subaru                       

2004

Sebastien Loeb (França)-Citroen

2005

Sebastien Loeb (França)-Citroen

2006

Sebastien Loeb (França)-Citroen

2007

Sebastien Loeb (França)-Citroen

2008

Sebastien Loeb (França)-Citroen

 

 Campeões:

TAÇAS

Sebastien Loeb:

2004,2005,2006,2007,2008

5

Juha Kankkunen:

1986,1987,1991,1993

4

Tommi Makinen:

1996,1997,1998,1999

4

Carlos Sainz:

1990,1992

2

Marcus Gronholm:

2000,2002

2

Massimo Biasion:

1988,1989

2

Walter Rohrl:

1980,1982

2

Ari Vatanen:

1981

1

Bjorn Waldergaard:

1979

1

Colin McRae:

1995

1

Didier Auriol:

1994

1

Hannu Mikkola:

1983

1

Markku Alen:

1978

1

Petter Solberg:

2003

1

Richard Burns:

2001

1

Sandru Munari:

1977

1

Stig Blomqvist:

1984

1

Timo Salonen:

1985

1

Moto GP

Motas. Motociclos. Um desporto que anualmente visita o Autódromo do Estoril. O único desporto motorizado, melhor, o único campeonato motorizado, contando todas as suas categorias, importante que todos os anos tem lugar em Portugal. Voltamos a ter, ano passado, o Rally de Portugal no calendário do WRC, isto é, no mundial de rally, para o ano, voltaremos a ter, mas no ano a seguir não, no seguinte sim. Isto significa o que eu digo acima e infelizmente talvez não mude, esperemos que a criação do Autódromo de Portimão altere isso, veremos… O que há dizer deste evento? Completamente dominado pela MV Agusta nas suas primeiras 3 décadas, ganhando sucessivamente os campeonatos entre 1958 e 1974, um recorde imbatível. Fala-se que esta marca poderá regressar ao Moto GP em breve. Depois, o controlo passou para as motas japonesas, que apenas foi interrompido pela Ducati em 2007, salientado-se a Honda e a Yamaha como as principais ganhadoras. Quanto aos pilotos, o grande Giacomo Agostini que ganhou sete títulos seguidos, recorde para já a salvo, contudo, Valentino Rossi já com seis títulos está a dois deste mítico piloto italiano, Valentino, por sua vez, também italiano. Os britânicos também tiveram variadíssimos campeões desde Mike Hailwood, John Surtees e Geoff Duke, com quatro títulos cada um, sendo, que o segundo, foi em 1964 campeão de Fórmula 1, feito único até agora, já que, mais ninguém conseguiu juntar o título das duas ao das quatro rodas. Mick Doohan, australiano, com cinco títulos consecutivos na década de 90, também uma das lendas do Moto GP. O principal norte-americano foi Eddie Lawson com quatro títulos na década de 80. Todos os campeões mundias são destes países, à excepção de Gary Hocking, da Rodésia e de Alex Criville da Espanha. Curioso é o facto, de apesar da hegemonia que as motas japonesas detêm desde 1974, nenhum piloto japonês, até agora, se sagrou campeão mundial.

ANO

CAMPEÃO

1949

Leslie Graham (Grã-Bretanha)-AJS

1950

Umberto Masetti (Itália)-Gilera

1951

Geoff Duke (Grã-Bretanha)-Norton

1952

Umberto Masetti (Itália)-Gilera

1953

Geoff Duke (Grã-Bretanha)-Gilera

1954

Geoff Duke (Grã-Bretanha)-Gilera

1955

Geoff Duke (Grã-Bretanha)-Gilera

1956

John Surtees (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1957

Libero Liberati (Itália)-Gilera

1958

John Surtees (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1959

John Surtees (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1960

John Surtees (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1961

Gary Hocking (Rodésia)-MV Agusta

1962

Mike Hailwood (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1963

Mike Hailwood (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1964

Mike Hailwood (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1965

Mike Hailwood (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1966

Giacomo Agostini (Itália)-MV Agusta

1967

Giacomo Agostini (Itália)-MV Agusta

1968

Giacomo Agostini (Itália)-MV Agusta

1969

Giacomo Agostini (Itália)-MV Agusta

1970

Giacomo Agostini (Itália)-MV Agusta

1971

Giacomo Agostini (Itália)-MV Agusta

1972

Giacomo Agostini (Itália)-MV Agusta

1973

Phil Read (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1974

Phil Read (Grã-Bretanha)-MV Agusta

1975

Giacomo Agostini (Itália)-Yamaha

1976

Barry Sheene (Grã-Bretanha)-Suzuki

1977

Barry Sheene (Grã-Bretanha)-Suzuki

1978

Kenny Roberts (EUA)-Yamaha

1979

Kenny Roberts (EUA)-Yamaha

1980

Kenny Roberts (EUA)-Yamaha

1981

Marco Lucchinelli  (Itália)-Suzuki

1982

Franco Uncini (Itália)-Suzuki

1983

Freddie Spencer (EUA)-Honda

1984

Eddie Lawson (EUA)-Yamaha

1985

Freddie Spencer (EUA)-Honda

1986

Eddie Lawson (EUA)-Yamaha

1987

Wayne Gardner (Austrália)-Honda

1988

Eddie Lawson (EUA)-Yamaha

1989

Eddie Lawson (EUA)-Yamaha

1990

Wayne Rainey (EUA)-Yamaha

1991

Wayne Rainey (EUA)-Yamaha

1992

Wayne Rainey (EUA)-Yamaha

1993

Kevin Schwantz (EUA)-Suzuki               

1994

Mick Doohan (Austrália)-Honda

1995

Mick Doohan (Austrália)-Honda

1996

Mick Doohan (Austrália)-Honda

1997

Mick Doohan (Austrália)-Honda

1998

Mick Doohan (Austrália)-Honda

1999

Alex Criville (Espanha)-Honda

2000

Kenny Robert Júnior (EUA)-Suzuki

2001

Valentino Rossi (Itália)-Honda

2002

Valentino Rossi (Itália)-Honda

2003

Valentino Rossi (Itália)-Honda

2004

Valentino Rossi (Itália)-Yamaha

2005

Valentino Rossi (Itália)-Yamaha

2006

Nicky Hayden (EUA)-Honda

2007

Casey Stoner (Austrália)-Ducati

2008

Valentino Rossi (Itália)-Yamaha

 

Campeões Mundiais:

TAÇAS

Giacomo Agostini:

1966,1967,1968,1969,1970,1971,1972,1975

8

Valentino Rossi:

2001,2002,2003,2004,2005,2008

6

Mick Doohan:

1994,1995,1996,1997,1998

5

Eddie Lawson:

1984,1986,1988,1989

4

Geoff Duke:

1951,1953,1954,1955

4

John Surtees:

1956,1958,1959,1960

4

Mike Hailwood:

1962,1963,1964,1965

4

Kenny Roberts:

1978,1979,1980

3

Wayne Rainey:

1990,1991,1992

3

Barry Sheene:

1976,1977

2

Freddy Spencer:

1983,1985

2

Phil Read:

1973,1974

2

Umberto Masetti:

1950,1952

2

Alex Criville:

1999

1

Casey Stoner:

2007

1

Franco Uncini:

1982

1

Gary Hocking:

1961

1

Kevin Roberts Junior:

2000

1

Kevin Schwantz:

1993

1

Leslie Graham:

1949

1

Libero Liberati:

1957

1

Marco Lucchinelli:

1981

1

Nicky Hayden:

2006

1

Wayne Gardner:

1987

1

 

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑