Uma prova brilhante, voleibol, Mundial, Argentina, 2002: Portugal acaba em oitavo lugar

2002-Argentina:
Portugal
   
    1ªfase

(Grupo A)

China 3-1 (16-25,25-21,25-19,25-11)
  Austrália 3-1 (25-20,25-27,25-21,29-27)
  Argentina 1-3 (25-21,22-25,22-25,22-25)
  2ªfase (Grupo H) Espanha 3-2 (19-25,22-25,25-21,25-20,15-13)
  Polónia 3-1 (25-22,32-34,25-20,25-22)
  Rússia 0-3 (24-26,15-25,20-25)
  Quartos-de-final Jugoslávia 0-3 (20-25,23-25,16-25)
  5º-8ºlugar Itália 0-3 (23-25,19-25,17-25)
  7º/8ºlugar Grécia 2-3 (25-21,20-25,25-23,21-25,12-15)
  

Portugal tinha uma presença no Campeonato Mundo de 1956, onde acabou no 15ºlugar. Depois, não mais participou. Parecia que tal ocorrência se ia manter indefinidamente. Até que, qualificados como o melhor segundo classificado dos grupos de apuramento, 46 anos depois regressou a um dos maiores palcos mundiais de voleibol. Portugal teve um bocado de sorte com o sorteio, calhando num grupo relativamente acessível e aproveitou, apurando-se para a segunda fase, como segundo classificado.

Nessa fase do torneio, o emparelhamento tinha pouco de fácil, frente a dois todos poderosos do voleibol masculino: a Rússia e a Polónia. Parecia que o sonho tinha acabado, já que, só passavam os dois primeiros. Logo no primeiro encontro, os portugueses recuperaram de uma desvantagem de dois sets para bater a Espanha. Seguia-se a Polónia, o jogo fundamental para a classificação para os quartos-de-final. Poucos acreditavam, mas, os lusitanos venceram e garantiram aí os quartos.

Foi um evento épico, contudo, terminou nos quartos-de-final, perdendo naturalmente para os então campeões europeus, a Jugoslávia. Seguidamente, dois derrotas em jogos com pouco significado, relativamente a quem ficava entre quinto e oitavo lugar. Porém, não deixou de ser uma prestação exemplar e até agora não encontra igual em modalidades olímpicas coletivas à exceção do futebol.

cev

Anúncios

Finais da Taça de Portugal de Voleibol: 1989-90 a 2012-13

Uma era marcada pelo domínio de dois clubes, Benfica e Sporting Espinho, cada um com sete troféus conquistados. Os espinhenses fizeram algo, até agora, inédito na história desta competição ao ganhar por seis vezes seguidas (1995-96 a 2000-01). Feito que ninguém se quer se aproximou, pois, o máximo atingido foram três festejos consecutivos, conseguido três vezes pelo Benfica e uma pelo FC Porto e o Castêlo Maia.

Os portistas praticamente não contam para este período, porque extinguiram o voleibol em 1991, mas os maiatos, depois de alguma surpresa na vitória de 1993-94, obtida ao fim de cinco sets, frente ao Sporting, conseguiram não só o tri na Taça, entre 2001-02 e 2003-04, como respetivamente três dobradinhas. Em 2009-10, ganharam pela quinta vez, batendo o Benfica na final, sendo,  com o Leixões o quarto clube com mais taças conquistadas, todas conquistadas em 17 anos. Os matosinhenses, longe do poderio de outros anos, foram o clube que mais saiu a perder neste hiato temporal: quatro finais, quatro derrotas, sem ganhar um único set nas quatro!

Finalmente, o Sporting, antes de extinguir, também a modalidade em 1995, ainda teve tempo de triunfar em três finais e perder outras duas, entre, 1990-91 e 1994-95. Estas foram as únicas vitórias dos leões nesta prova. Foram, até hoje, inéditas e únicas, as vitórias do Vitória Guimarães (2008-09) e Fonte Bastardo (2012-13). O futuro dirá se mais se seguirão!

fpv 2

ÉPOCA FASE ATINGIDA/ADVERSÁRIO RESULTADO
     
1989-90 Benfica-Leixões 3-0 (15-4,15-7,15-11)
1990-91 Sporting-Académica Espinho 3-0 (15-6,15-13,15-5)
1991-92 Benfica-Sporting 3-2 (16-14,9-15,16-14,6-15,17-16)
1992-93 Sporting-Nacional 3-0 (15-3,15-4,15-6)
1993-94 Castêlo Maia-Sporting 3-2 (15-12,15-8,5-15,12-15,15-12)
1994-95 Sporting-Sporting Espinho 3-0 (15-6,15-4,15-13)
1995-96 Sporting Espinho-Leixões 3-0 (15-5,15-5,15-4)
1996-97 Sporting Espinho-Castêlo Maia 3-0 (15-8,15-13,15-5)
1997-98 Sporting Espinho-Castêlo Maia 3-0 (15-11,15-8,15-10)
1998-99 Sporting Espinho-Castêlo Maia 3-0 (15-10,15-13,15-6)
1999-2000 Sporting Espinho-Leixões 3-0 (25-18,25-18,25-20)
2000-01 Sporting Espinho-Nacional 3-0 (25-23,25-22,25-23)
2001-02 Castêlo Maia-Leixões 3-0 (25-21,25-20,25-18)
2002-03 Castêlo Maia-Vitória Guimarães 3-0 (25-21,25-23,25-16)
2003-04 Castêlo Maia-Vitória Guimarães 3-0 (27-25,25-14,25-21)
2004-05 Benfica-Esmoriz 3-2 (22-25,23-25,25-14,25-16,16-14)
2005-06 Benfica-Sporting Espinho 3-0 (25-19,25-19,25-22)
2006-07 Benfica-Castêlo Maia 3-0 (25-23,27-25,25-23)
2007-08 Sporting Espinho-Vitória Guimarães 3-0 (25-22,25-22

,25-22)

2008-09 Vitória Guimarães-Sporting Espinho 3-2 (25-22,16-25,25-22,18-25,15-7)
2009-10 Castêlo Maia-Benfica 3-1 (26-24,21-25,25-19,25-23)
2010-11 Benfica-Sporting Espinho 3-0 (25-22,25-18,25-19)
2011-12 Benfica-Académica Espinho 3-1 (21-25,25-12,25-16,25-15)
2012-13 Fonte Bastardo-Vitória Guimarães 3-0 (25-20,25-15,25-21)
     
+Campo neutro; *recinto adversário  

 

 

 

 

 

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑