Primeiro título da I Divisão de hóquei em patins do Benfica: 1950-51

1950-51 J V E D GOLOS P
1-Benfica 10 8 2 0 33-14 28
2-Paço d’Arcos 10 6 1 3 31-27 23
3-HC Sintra 10 4 4 2 36-29 22
4-Infante Sagres 10 3 3 4 23-20 19
5-Académico Porto 10 2 1 7 20-27 15
6-Sanjoanense 10 1 1 8 11-37 13

 

seleção

O campeonato nacional da I Divisão de Hóquei em Patins disputou-se pela primeira vez em 1938-39. O título foi para o Sporting. Só 36 anos depois é que os leoninos voltaram a ser campeões nacionais. O Benfica ainda teve que esperar mais de uma década, mas, em 1950-51, foram campeões sem margens para dúvidas, somando o seu primeiro título.

Um campeonato sem grande história pois os encarnados foram campeões sem derrotas, vencendo oito dos dez jogos, cedendo apenas dois empates. O segundo classificado, Paço d’ Arcos finalizou em segundo a cinco pontos dos lisboetas. O então detentor do título, HC Sintra ficou em terceiro longe do primeiro e a um do segundo colocado. Um passeio rumo ao primeiro troféu na I Divisão.

Refira-se que não havia subidas e descidas de divisão, ou seja, o último podia participar no campeonato da época seguinte e o primeiro não, isto, porque, era feita uma fase de apuramento anterior, onde, os três primeiros da Zona Norte e os três primeiros da Zona Sul ficavam apurados para a fase onde se decidia o título da I Divisão de Hóquei em Patins. Mas, para aí chegar era necessário passar por esta fase regional.

 

Anúncios

Campo Ourique (CACO) campeão nacional de hóquei em patins, 1953-54

fpp 16

 

 

1953-54 J V E D GOLOS P
1-Campo Ourique 14 9 3  2 42-20 21
2-Benfica 14 8 2  4 63-32 18
3-Paço d’Arcos 14 7 3  4 45-38 17
4-HC Sintra 14 6 3  5 35-34 15
5-Estrela Vigorosa 14 5 4  5 33-34 14
6-Infante Sagres 14 4 5  5 32-36 13
7-Académico Porto 14 3 4  7 27-41 13
8-Académica Espinho 14 2 0 12 21-63  4

Convém relembrar, antes de mais, como se apurava o campeão nacional nos anos 50: após os campeonatos regionais do Norte e do Sul, onde os quatro primeiros de cada se qualificavam para a I Divisão; aqui, os oito que aqui chegaram disputavam um campeonato de todos contra todos, a duas voltas, onde quem fizesse mais pontos era campeão.

Não se pode dizer, ao contrário do título de 1964-65 ganho pela CUF, que fosse uma grande surpresa, pois o Campo de Ourique já tinha finalizado no pódio anteriormente, mas os maiores candidatos eram o Benfica e o Paço d’Arcos. O CACO era um que corria por fora. Todavia, estes não só não se conformaram com este estatuto, como venceram o campeonato com alguma folga, contando que este só tinha 14 jornadas. Um título inédito que mais não se repetiu, porém até aos anos 60 o CACO ainda conseguiu alguns lugares honrosos no campeonato nacional da I Divisão. Atualmente, este clube garantiu a subida à II Divisão, veremos se no futuro consegue regressar ao escalão máximo do hóquei em patins português. Porém, lutar por títulos como nos anos 50, isso, será muito mais complicado, mas, sonhar não paga impostos!

Os dois últimos títulos do Paço d’Arcos na I Divisão de hóquei em patins, 1952-53 e 1954-55

1952-53 J V E D GOLOS P
1-Paço d’Arcos 14 12  2  0 67-34 40
2-Campo Ourique 14  8  3  3 42-29 33
3-Infante Sagres 14  8  2  4 44-27 32
4-Benfica 14  8  2  4 60-43 32
5-HC Sintra 14  6  1  7 41-25 27
6-Académico Porto 14  4  2  8 32-46 24
7-Estrela Vigorosa 14  3  1 10 32-55 21
8-Sanjoanense 14  0  1 13 23-82 15

O Paços d’Arcos é uma das mais famosas coletividades de Portugal. É um clube com diversas modalidades, apesar, de não ter futebol. Já ganhou competições nacionais em hóquei em patins e andebol feminino; e chegou mesmo a vencer uma competição europeia no caso do hóquei: a Taça CERS (Liga Europa desta modalidade) em 1999-2000, perdendo, antes, duas finais da mesma.

Na modalidade coletiva  que mais títulos internacionais deu a Portugal, esta equipa, esteve poucas épocas ausentes do escalão máximo do hóquei em patins, desde a sua criação em 1938-39, teve nas já longíquas décadas de 40 e 50 o seu período de ouro, onde conquistou oito campeonatos. E não triunfou na Taça de Portugal, porque à altura não se disputava. Desde aí, ganhou a tal Taça CERS. Teve nas suas fileiras Jesus Correia, entre outros, figura mítica do Sporting, membro dos famosos cinco violinos, e também mitificado no Paço d’Arcos. Até porque, desde que se retirou não mais estes foram campeões.

Este foi o seu penúltimo título, ganho sem grandes problema: doze vitórias e dois empates. O segundo, Campo de Ourique, ficou a uns distantes sete pontos, num campeonato de apenas 8 equipas. No entanto, estes, no ano seguinte, conquistaram o seu único título, sobrepondo-se ao Benfica, Paço d’Arcos e HC Sintra, todas elas, clubes campeões nesta década. Ainda assim, o Paço d’Arcos venceu o seu sétimo título e muito bem deve ter sabido.

1954-55 J V E D GOLOS P
1-Paço d’Arcos 14 12  2  0 64-23 26
2-Benfica 14 10  2  2 65-30 22
3-Campo Ourique 14  7  2  5 44-40 16
4-Infante Sagres 14  5  4  5 41-40 14
5-HC Sintra 14  5  1  8 43-44 11
6-Estrela Vigorosa 14  3  4  7 25-41 10
7-HC Carvalhos 14  3  3  8 27-63  9
8-Académico Porto 14  2  0 12 14-42  4

Na altura não se sabia, como é óbvio. Contudo, este foi o oitavo e último título de campeão nacional ganho pelo Paço d’Arcos. Depois de um penta, na década de 40, foi só igualado e depois melhorado pelo FC Porto, este foi o fim dos seus dias de glória. Andaram perto em um par de ocasiões, depois disto, mas não adicionaram o nono. Agora esse desiderato está muito longe de sequer ser um objectivo palpável. Um dia de tamanha glória a curto prazo é quase utópico. Talvez daqui a uns tempos o Paço d’Arcos possa ambicionar o que tanto gozo lhe deve ter dado nas décadas de 40 e 50, do século XX.

Um campeonato também ganho, não pela mesma margem do de 1952-53, mas com alguma. Novamente doze vitórias e dois empates. O segundo classificado, Benfica, ficou a quatro pontos. Deste modo foi um ano inesquecível para o Paço d’Arcos. Será que conseguirão o nono algures no futuro?

fpp 14

Hóquei em Patins Feminino

Mais uma modalidade totalmente esquecida pelos media. Estivemos, entre 7 e 13 de Outubro, a disputar o mundial de hóquei em patins femininos, onde chegamos à final, onde perdemos com a Espanha por 3-1, em Akita, Japão, nenhum jornal desportivo deu o destaque merecido por mais uma proeza desta vertente feminina desta modalidade. Já vencemos 3 vezes consecutivas o Campeonato Europeu, desígnio pertencente à Alemanha actualmente, que tendo vencido duas das últimas 3 edições do europeu, apenas por uma vez, na década de 90, chegou a uma meia-final do Mundial, fomos 3 vezes vice-campeãs mundiais, e ninguém quer saber destes feitos e desta modalidade. Não há muitas modalidades, femininas ou masculinas, a apresentar estes resultados. Mas, enfim, é a imprensa futebolística que temos. Quanto ao campeonato nacional, só surgiu nos anos 90 (vá se lá saber porquê, quando o de voleibol apareceu na década de 60, o de basquetebol na de 50 e o de andebol na década de 70), não tendo uma equipa dominadora na primeira década, com vários campeões nacionais, como poderemos ver na tabela de baixo. Isto, até ao dealbar do novo século, onde primeiro, o Nortecoope, impôs-se vencendo 5 campeonatos,5 taças e 5 dobradinhas consecutivas entre 2000-01 e 2004-05, sucedendo-lhe a Fundação Nortecoope, alcançando 3 dobradinhas nas últimas 3 épocas. Na época de 2008-09, pergunta-se se aparecerá algum clube capaz de pôr em causa a hegemonia e o domínio da Fundação Nortecoope, já que as derrotas durante as época passadas foram raras:

ÉPOCA

CAMPEONATO

TAÇA DE PORTUGAL

1990-91

Vila Boa do Bispo

 

1991-92

Alfena

 

1992-93

Vila Boa do Bispo

Alfena

1993-94

Oeiras

Alfena

1994-95

Alfena

Vila Boa do Bispo

1995-96

AA Amadora

Nortecoope

1996-97

Hóquei Carvalhos

Hóquei Carvalhos

1997-98

AA Amadora

AA Amadora

1998-99

Hóquei Carvalhos

Nortecoope

1999-2000

HC Sintra

AA Amadora

2000-01

Nortecoope

Nortecoope

2001-02

Nortecoope

Nortecoope

2002-03

Nortecoope

Nortecoope

2003-04

Nortecoope

Nortecoope

2004-05

Nortecoope

Nortecoope

2005-06

Fundação Nortecoope

Nortecoope

2006-07

Fundação Nortecoope

Fundação Nortecoope

2007-08

Fundação Nortecoope

Fundação Nortecoope

 

Campeões nacionais:

TAÇAS

Nortecoope:

2001,2002,2003,2004,2005

5

Fundação Nortecoope:

2006,2007,2008

3

Alfena:

1992,1995

2

AA Amadora:

1996,1998

2

Hóquei Carvalhos:

1997,1999

2

Vila Boa do Bispo:

1991,1993

2

HC Sintra:

2000

1

Oeiras:

1994

1

 

Vencedores da Taça de Portugal:

TAÇAS

Nortecoope:

1996,1999,2001,2002,2003,2004,2005,2006

8

Fundação Nortecoope:

2007,2008

2

Alfena:

1993,1994

2

AA Amadora:

1998,2000

2

Hóquei Carvalhos:

1997

1

Vila Boa do Bispo:

1995

1

Hóquei em Patins I

Uma modalidade claramente dominada nos últimos 26 anos pelo FC Porto, que aí ganhou os seus 17 títulos, deixando apenas 9 para os restantes. Ainda assim, quem tem mais títulos é o Benfica (20), aparece um 3ºlugar o Paço d’Arcos com 8, alcançando um pentacampeonatos entre 1943-44 e 1947-48. Um desporto que deu muitas alegrias aos portugueses: 20 Europeus e 15 Mundiais, tendo sido os últimos ganhos em casa, em 1998, o Europeu em Paços de Ferreira e o Campeonato do Mundo em 2003, vitória em Oliveira de Azeméis. Atletas como António Livramento, Jesus Correia, Sidónio Serpa, Fernando Adrião, Vítor Hugo, Vítor Bruno, Chana, Carlos Realista, Tó Neves, Paulo Almeida, Pedro Alves, Luís Ferreira, Sérgio Silva, Reinaldo Ventura, Guilherme Silva, Emídio Pinto, Domingos Perdigão, Vítor Domingos, Vaz Guedes, António Ramalhete, Júlio Rendeiro, Jorge Vicente, Paulo Alves,entre outros. Nomes que ficarão para sempre ligados à história do hóquei em patins português e do desporto português em geral, tendo em conta, que esta é a modalidade colectiva que mais títulos deu a Portugal. Caso semelhante só o Atletismo. Os candidatos este ano ao título são: FC Porto, Benfica e Juventude Viana e quem sabe mais uma surpresa que possa aparecer. Aqui ficam os campeões nacionais e vencedores da taça de hóquei em patins:

ÉPOCA

CAMPEONATO

TAÇA DE PORTUGAL

1938-39

Sporting

 

1939-40

Futebol Benfica

 

1940-41

Futebol Benfica

 

1941-42

Paço d’Arcos

 

1942-43

Futebol Benfica

 

1943-44

Paço d’Arcos

 

1944-45

Paço d’Arcos

 

1945-46

Paço d’Arcos

 

1946-47

Paço d’Arcos

 

1947-48

Paço d’Arcos

 

1948-49

HC Sintra

 

1949-50

HC Sintra

 

1950-51

Benfica

 

1951-52

Benfica

 

1952-53

Paço d’Arcos

 

1953-54

Campo Ourique

 

1954-55

Paço d’Arcos

 

1955-56

Benfica

 

1956-57

Benfica

 

1957-58

HC Sintra

 

1958-59

HC Sintra

 

1959-60

Benfica

 

1960-61

Benfica

 

1961-62

Ferroviário Lourenço Marques

 

1962-63

 

Benfica

1963-64

 

Malhangalense

1964-65

CUF

 

1965-66

Benfica

 

1966-67

Benfica

 

1967-68

Benfica

 

1968-69

Desportivo Lourenço Marques

 

1969-70

Benfica

 

1970-71

Desportivo Lourenço Marques

 

1971-72

Benfica

 

1972-73

Desportivo Lourenço Marques

 

1973-74

Benfica

 

1974-75

Sporting

 

1975-76

Sporting

Sporting

1976-77

Sporting

Sporting

1977-78

Sporting

Benfica

1978-79

Benfica

Benfica

1979-80

Benfica

Benfica

1980-81

Benfica

Benfica

1981-82

Sporting

Benfica

1982-83

FC Porto

FC Porto

1983-84

FC Porto

Sporting

1984-85

FC Porto

FC Porto

1985-86

FC Porto

FC Porto

1986-87

FC Porto

FC Porto

1987-88

Sporting

FC Porto

1988-89

FC Porto

FC Porto

1989-90

FC Porto

Sporting

1990-91

FC Porto

Benfica

1991-92

Benfica

Óquei Barcelos

1992-93

Óquei Barcelos

Óquei Barcelos

1993-94

Benfica

Benfica

1994-95

Benfica

Benfica

1995-96

Óquei Barcelos

FC Porto

1996-97

Benfica

Oliveirense

1997-98

Benfica

FC Porto

1998-99

FC Porto

FC Porto

1999-2000

FC Porto

Benfica

2000-01

Óquei Barcelos

Benfica

2001-02

FC Porto

Benfica

2002-03

FC Porto

Óquei Barcelos

2003-04

FC Porto

Óquei Barcelos

2004-05

FC Porto

FC Porto

2005-06

FC Porto

FC Porto

2006-07

FC Porto

Académico Cambra

2007-08

FC Porto

FC Porto

 

Campeões Nacionais:

TAÇAS

Benfica:

1951,1952,1956,1957,1960,1961,1966,1967,1968,

1970,1972,1974,1979,1980,1981,1992,1994,1995,

1997,1998

20

FC Porto:

1983,1984,1985,1986,1987,1989,1990,1991,1999,

2000,2002,2003,2004,2005,2006,2007,2008

17

Paço d’Arcos:

1942,1944,1945,1946,1947,1948,1953,1955

 8

Sporting:

1939,1975,1976,1977,1978,1982,1988

 7

HC Sintra:

1949,1950,1958,1959

 4

Desp.Lourenço Marques:

1969,1971,1973

 3

Futebol Benfica

1940,1941,1943

 3

Óquei Barcelos:

1993,1996,2001

 3

Campo Ourique

1954

 1

Desportivo Fabril:

1965

 1

Ferroviário:

1962

 1

 

Vencedores da Taça Portugal:

TAÇAS

Benfica:

1963,1978,1979,1980,1981,1982,1991,1994,1995,

2000,2001,2002

12

FC Porto:

1983,1985,1986,1987,1988,1989,1996,1998,1999,

2005,2006,2008

12

Óquei Barcelos:

1992,1993,2003,2004

 4

Sporting:

1976,1977,1984,1990

 4

Académico Cambra:

2007

 1

Malhangalense:

1964

 1

Oliveirense:

1997

 1

 

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑