Castêlo Maia todas as presenças na I Divisão de Voleibol

Eis todas as classificações do Castêlo Maia na I Divisão de voleibol:

Castêlo Maia-26 presenças
Épocas: 1975-76, 1990-91 a 2014-15
CAMPEÃO: 2001,2002,2003,2004
2ºlugar: 1994,1996,1997,1998,1999,2000
3ºlugar: 1995,2007,2011,2014
4ºlugar: 2010,2013
5ºlugar: 1992,1993,2005,2006,2008,2009,2012,2015
7ºlugar: 1991
9ºlugar: 1976

fpv 6

Anúncios

Campeões em ambos os géneros: voleibol, Benfica, femininos, 1966-67; masculinos, 1980-81

1966-67, I Divisão Voleibol Feminino J V D SETS P
1-Benfica 10 9 1 27-4 19
2-CDUL 10 7 3 22-13 17
3-Leixões 10 7 3 22-11 16 (1 falta de comparência)
4-Académica 10 5 5 16-16 15
5-Arte e Recreio 10 1 9  6-27 11
6-Sporting Braga 10 1 9  5-27 11

Após alguns anos de quase campeões, o Benfica, em 1966-67, alcança o seu primeiro título de voleibol feminino. Troféu conquistado sem grandes problemas, pois, só cederam uma derrota e mais um set a juntar aos três dessa. O segundo classificado, CDUL, ficou a dois pontos, ou seja, teve mais duas derrotas. Este seria o primeiro de nove seguidos que coloca os encarnados, apesar de o último ter sido em 1974-75, como a segunda equipa coma mais títulos de voleibol feminino, igualado com o Castêlo Maia e a seis do primeiro, o Leixões com quinze. Isto apesar de não terem esta secção desde o início dos anos 90. Para concluir, ainda, o voleibol masculino do Benfica só conquistou cinco títulos, isto é, ainda estão relativamente longe dos nove do setor feminino.

1980-81, I Divisão Voleibol J V D SETS P
1-Benfica 14 12  2 39-12 26
2-Sporting Espinho 14 11  3 36-16 25
3-Leixões 14 11  3 35-15 25
4-Esmoriz 14  9  5 31-16 23
5-Técnico 14  6  8 21-29 20
6-Francisco Holanda 14  5  9 21-30 19
7-CDUL 14  1 13  9-39 15
8-Gil Vicente 14  1 13  5-40 15

Isto é mesmo assim, não há como dizer de outra maneira! Assim após sete Taças de Portugal conquistados e muitos segundos lugares, sobretudo, durante a década de 70, o Benfica, finalmente, em 1980-81, festeja o seu primeiro título de voleibol masculino. Tantas e tantas oportunidades teve no passo para obter este desiderato. Finalmente, no início da década de 80, puderam festejar como nunca. Depois, seria preciso mais uma década para o segundo e em 2004-05 o terceiro. Isto é apenas uma curiosidade: a equipa lisboeta tem cinco campeonatos conquistados e 14 Taças de Portugal ganhas, isto quer dizer que teve sempre mais engenho na taça do que no escalão máximo do voleibol português; por isso lideram o ranking de triunfos na prova a eliminar. No campeonato têm muito que aprender relativamente à eficácia e ao aproveitar quando se pode o ganhar. Até as senhoras, há muito extintas no clube, têm quase o dobro dos títulos dos homens.

cev

Finais da Taça de Portugal de Voleibol: 1989-90 a 2012-13

Uma era marcada pelo domínio de dois clubes, Benfica e Sporting Espinho, cada um com sete troféus conquistados. Os espinhenses fizeram algo, até agora, inédito na história desta competição ao ganhar por seis vezes seguidas (1995-96 a 2000-01). Feito que ninguém se quer se aproximou, pois, o máximo atingido foram três festejos consecutivos, conseguido três vezes pelo Benfica e uma pelo FC Porto e o Castêlo Maia.

Os portistas praticamente não contam para este período, porque extinguiram o voleibol em 1991, mas os maiatos, depois de alguma surpresa na vitória de 1993-94, obtida ao fim de cinco sets, frente ao Sporting, conseguiram não só o tri na Taça, entre 2001-02 e 2003-04, como respetivamente três dobradinhas. Em 2009-10, ganharam pela quinta vez, batendo o Benfica na final, sendo,  com o Leixões o quarto clube com mais taças conquistadas, todas conquistadas em 17 anos. Os matosinhenses, longe do poderio de outros anos, foram o clube que mais saiu a perder neste hiato temporal: quatro finais, quatro derrotas, sem ganhar um único set nas quatro!

Finalmente, o Sporting, antes de extinguir, também a modalidade em 1995, ainda teve tempo de triunfar em três finais e perder outras duas, entre, 1990-91 e 1994-95. Estas foram as únicas vitórias dos leões nesta prova. Foram, até hoje, inéditas e únicas, as vitórias do Vitória Guimarães (2008-09) e Fonte Bastardo (2012-13). O futuro dirá se mais se seguirão!

fpv 2

ÉPOCA FASE ATINGIDA/ADVERSÁRIO RESULTADO
     
1989-90 Benfica-Leixões 3-0 (15-4,15-7,15-11)
1990-91 Sporting-Académica Espinho 3-0 (15-6,15-13,15-5)
1991-92 Benfica-Sporting 3-2 (16-14,9-15,16-14,6-15,17-16)
1992-93 Sporting-Nacional 3-0 (15-3,15-4,15-6)
1993-94 Castêlo Maia-Sporting 3-2 (15-12,15-8,5-15,12-15,15-12)
1994-95 Sporting-Sporting Espinho 3-0 (15-6,15-4,15-13)
1995-96 Sporting Espinho-Leixões 3-0 (15-5,15-5,15-4)
1996-97 Sporting Espinho-Castêlo Maia 3-0 (15-8,15-13,15-5)
1997-98 Sporting Espinho-Castêlo Maia 3-0 (15-11,15-8,15-10)
1998-99 Sporting Espinho-Castêlo Maia 3-0 (15-10,15-13,15-6)
1999-2000 Sporting Espinho-Leixões 3-0 (25-18,25-18,25-20)
2000-01 Sporting Espinho-Nacional 3-0 (25-23,25-22,25-23)
2001-02 Castêlo Maia-Leixões 3-0 (25-21,25-20,25-18)
2002-03 Castêlo Maia-Vitória Guimarães 3-0 (25-21,25-23,25-16)
2003-04 Castêlo Maia-Vitória Guimarães 3-0 (27-25,25-14,25-21)
2004-05 Benfica-Esmoriz 3-2 (22-25,23-25,25-14,25-16,16-14)
2005-06 Benfica-Sporting Espinho 3-0 (25-19,25-19,25-22)
2006-07 Benfica-Castêlo Maia 3-0 (25-23,27-25,25-23)
2007-08 Sporting Espinho-Vitória Guimarães 3-0 (25-22,25-22

,25-22)

2008-09 Vitória Guimarães-Sporting Espinho 3-2 (25-22,16-25,25-22,18-25,15-7)
2009-10 Castêlo Maia-Benfica 3-1 (26-24,21-25,25-19,25-23)
2010-11 Benfica-Sporting Espinho 3-0 (25-22,25-18,25-19)
2011-12 Benfica-Académica Espinho 3-1 (21-25,25-12,25-16,25-15)
2012-13 Fonte Bastardo-Vitória Guimarães 3-0 (25-20,25-15,25-21)
     
+Campo neutro; *recinto adversário  

 

 

 

 

 

Finais da Taça Portugal de Voleibol: 1964-65 a 1988-89

fpv

Nos alvores da Taça de Portugal de Voleibol, a primeira taça foi para o Sporting Espinho frente ao pouco conhecido Académica Avintes. Marcou também a primeira dobradinha da história da modalidade em Portugal. Depois, o Benfica conseguiu a primeira das 14 taças que ostenta no palmarés. É o que mais vezes a conquistou. O Técnico, ainda o segundo clube com mais campeonatos conquistados (13), apesar do último ter sido em 1967-68 e de muitos terem sido conquistados quando a Taça de Portugal ainda não se jogava, conseguiu em 1966-67 a sua única dobradinha e a sua única taça. Disputaria mais uma final, em 1976-77, derrotado pelo Leixões.

Os matosinhenses obtiveram todas as suas cinco taças que têm no seu historial, durante este primeiro período de tempo analisado, festejaram a primeira em 1968-69, batendo o Benfica no primeiro desses triunfos. Seguiram-se vitórias em 1972-73 frente ao Sporting Espinho, o já falado frente ao Técnico, em 1982-83 frente ao Esmoriz e em 1988-89 contra o Sporting. Também, 1988-89, marcou, apesar dos oito campeonatos ganhos pelo Leixões, a única dobradinha do seu palmarés. Dobradinha maldita, pois, desde 1988-89, que o Leixões não ganha nada.

O FC Porto, que não tem voleibol desde 1990-91, venceu todas as suas seis taças neste hiato temporal, conseguindo ganhar três de forma consecutiva entre 1969-70 e 1971-72. Depois voltou a celebrar nos anos 80 (1986-87 e 1987-88), apesar de nessas duas temporadas não ter havido final, isto é, disputou-se um mini-campeonato de quatro equipas, quem fizesse mais pontos ganhava a prova.

O Benfica foi o clube que mais taças ganhou neste período: sete, conseguindo dois tris nos anos 70, entre 1973-74 e 1975-76, 1977-78 e 1979-80. O Sporting Espinho glorificou-se por quatro vezes; uma das maiores surpresas da competição, o ISEF em 1985-86; Esmoriz em 1981-82, fecham os clubes que venceram a Taça de Portugal neste período.

Finalmente, destaque para um pormenor, a derrota do Lisboa e Ginásio na final de 1965-66. Única final alcançada e consequente derrota, marcaram um dos últimos grandes momentos deste clube no voleibol. Foi um dos grandes animadores dos campeonatos de voleibol nas suas primeiras três décadas, chegando ao título máximo em 1961-62.

 

ÉPOCA FASE ATINGIDA/ADVERSÁRIO RESULTADO
     
1964-65 Sporting Espinho-Académica Avintes 3-0 (15-7,15-6,15-10)
1965-66 Benfica-Lisboa e Ginásio 3-1 (15-4,15-11,12-15,15-10)
1966-67 Técnico-Benfica 3-2 (15-7,15-5,8-15,11-15,15-8)
1967-68 FC Porto-Sporting Espinho 3-1 (16-14,13-15,15-9,15-13)
1968-69 Leixões-Benfica 3-0 (17-15,15-5,15-12)
1969-70 FC Porto-Benfica 3-2 (15-10,13-15,9-15,15-8,15-13)
1970-71 FC Porto-Leixões 3-2 (15-12,9-15,9-15,15-13,17-15)
1971-72 FC Porto-Benfica 3-0 (15-6,15-13,15-11)
1972-73 Leixões-Sporting Espinho 3-1 (15-5,11-15,15-5,15-12)
1973-74 Benfica-Leixões 3-1 (15-6,15-11,6-15,16-14)
1974-75 Benfica-Sporting Espinho 3-0 (15-4,15-5,15-10)
1975-76 Benfica-FC Porto 3-1 (13-15,15-4,15-13,15-13)
1976-77 Leixões-Técnico 3-0 (15-4,15-3,15-8)
1977-78 Benfica-FC Porto 3-0 (15-12,15-10,15-10)
1978-79 Benfica-Atlético Madalena 3-0 (15-4,15-7,15-11)
1979-80 Benfica-Leixões 3-1 (9-15,15-11,15-8,20-18)
1980-81 Sporting Espinho-Leixões 3-2 (15-17,15-8,15-11,13-15,15-13)
1981-82 Esmoriz-CDUL 3-0 (15-12,15-4,15-12)
1982-83 Leixões-Esmoriz 3-0 (15-12,16-14,15-6)
1983-84 Sporting Espinho-Esmoriz 3-0 (15-10,15-7,15-13)
1984-85 Sporting Espinho-Académica São Mamede 3-1 (15-9,16-14,9-15,15-11)
1985-86 ISEF-Sporting Espinho 3-2 (15-8,11-15,8-15,15-10,15-8)
1986-87 FC Porto (6pts)-Leixões (5pts)  
1987-88 FC Porto (6pts)-Benfica (5pts)  
1988-89 Leixões-Sporting 3-1 (15-9,6-15,15-13,15-12)
     
     
+Campo neutro; *recinto adversário  

 

Voleibol

Uma modalidade onde Portugal se destacou nos seus primórdios, alcançando um quarto lugar no Europeu de 1947, precisamente o ano de disputa do primeiro campeonato nacional, vencido pelo Técnico. Clube esse que dominou as primeiras duas décadas em meia, obtendo entre 1946-47 e 1967-68, isto é, em 22 épocas, treze títulos, com um heptacampeonato (1946-47 a 1952-53) e um tricampeonato (1965-66 a 1967-68). Após este período, nada mais foi ganho por esta agremiação.

Nesta primeira hegemonia no voleibol português, destaca-se ainda  os cinco títulos do Sporting de Espinho. Depois segue-se um domínio de duas equipas nortenhas: FC Porto e Leixões. Estas duas colectividades dividem entre si, cinco para cada lado, os títulos da década de 70. Na Taça de Portugal, o Benfica é rei, vencendo seis troféus. Precisamente em 1980-81, o clube lisboeta obtém o seu primeiro título, depois de ter conquistado sete Taças de Portugal, competição na qual ainda é o clube com mais vitórias, ao contrário do campeonato onde apenas conseguiu três títulos. Na década de 80 não existe nenhum dominador, os títulos são obtidos por diversos clubes: Leixões, Esmoriz, Sporting Espinho e FC Porto, dois; Benfica e Académica Espinho, um. Na Taça de Portugal, o principal dominador foi o Sporting de Espinho com três vitórias.

A década de 90 começa praticamente com o tri-campeonato do Sporting, após 26 anos de jejum. Seguindo-se depois, uma hegemonia completa do Sporting de Espinho com um hexacampeonato e uma hexa conquista na Taça de Portugal, equipa essa, que levaria Portugal à glória europeia no início do novo milénio.

A primeira década do século XXI tem como sua aurora o tetra no campeonato e o tri na Taça de Portugal do Castêlo da Maia, sucedendo-lhe, na taça, um novo tri por parte do Benfica e no campeonato três clubes diferentes campeões: os encarnados, novamente o Sporting Espinho com um bis e o estreante Vitória de Guimarães.

 

ÉPOCA

CAMPEONATO

TAÇA DE PORTUGAL

 

1946-47

Técnico

 

 

1947-48

Técnico

 

 

1948-49

Técnico

 

 

1949-50

Técnico

 

 

1950-51

Técnico

 

 

1951-52

Técnico

 

 

1952-53

Técnico

 

 

1953-54

Sporting

 

 

1954-55

Técnico

 

 

1955-56

Sporting

 

 

1956-57

Sporting Espinho

 

 

1957-58

Técnico

 

 

1958-59

Sporting Espinho

 

 

1959-60

Técnico

 

 

1960-61

Sporting Espinho

 

 

1961-62

Lisboa e Ginásio

 

 

1962-63

Sporting Espinho

 

 

1963-64

Leixões

 

 

1964-65

Sporting Espinho

Sporting Espinho

 

1965-66

Técnico

Benfica

 

1966-67

Técnico

Técnico

 

1967-68

Técnico

FC Porto

 

1968-69

FC Porto

Leixões

 

1969-70

FC Porto

FC Porto

 

1970-71

FC Porto

FC Porto

 

1971-72

Leixões

FC Porto

 

1972-73

FC Porto

Leixões

 

1973-74

Leixões

Benfica

 

1974-75

FC Porto

Benfica

 

1975-76

Leixões

Benfica

 

1976-77

FC Porto

Leixões

 

1977-78

FC Porto

Benfica

 

1978-79

Leixões

Benfica

 

1979-80

Leixões

Benfica

 

1980-81

Benfica

Sporting Espinho

 

1981-82

Leixões

Esmoriz

 

1982-83

Esmoriz

Leixões

 

1983-84

Esmoriz

Sporting Espinho

 

1984-85

Sporting Espinho

Sporting Espinho

 

1985-86

FC Porto

ISEF

 

1986-87

Sporting Espinho

FC Porto

 

1987-88

FC Porto

FC Porto

 

1988-89

Leixões

Leixões

 

1989-90

Académica Espinho

Benfica

 

1990-91

Benfica

Sporting

 

1991-92

Sporting

Benfica

 

1992-93

Sporting

Sporting

 

1993-94

Sporting

Castêlo Maia

 

1994-95

Sporting Espinho

Sporting

 

1995-96

Sporting Espinho

Sporting Espinho

 

1996-97

Sporting Espinho

Sporting Espinho

 

1997-98

Sporting Espinho

Sporting Espinho

 

1998-99

Sporting Espinho

Sporting Espinho

 

1999-00

Sporting Espinho

Sporting Espinho

 

2000-01

Castêlo Maia

Sporting Espinho

 

2001-02

Castêlo Maia

Castêlo Maia

 

2002-03

Castêlo Maia

Castêlo Maia

 

2003-04

Castêlo Maia

Castêlo Maia

 

2004-05

Benfica

Benfica

 

2005-06

Sporting Espinho

Benfica

 

2006-07

Sporting Espinho

Benfica

 

2007-08

Vitória Guimarães

Sporting Espinho

 

 

Campeões nacionais:

TAÇAS

Sporting Espinho:

1957,1959,1961,1963,1965,1985,1987,1995,1996,1997

1998,1999,2000,2006,2007

15

Técnico:

1947,1948,1949,1950,1951,1952,1953,1955,1958,1960

1966,1967,1968

13

FC Porto:

1969,1970,1971,1973,1975,1977,1978,1986,1988

 9

Leixões:

1964,1972,1974,1976,1979,1980,1982,1989

 8

Sporting:

1954,1956,1992,1993,1994

 5

Castêlo Maia:

2001,2002,2003,2004

 4

Benfica:

1981,1991,2005

 3

Esmoriz:

1983,1984

 2

Académica Espinho:

1990

 1

Lisboa e Ginásio:

1962

 1 

Vitória Guimarães:

2008

 1

 

Vencedores da Taça de Portugal:

TAÇAS

Benfica:

1966,1974,1975,1976,1978,1979,1980,1990,1992,2005

2006,2007

12

Sporting Espinho:

1965,1981,1984,1985,1996,1997,1998,1999,2000,2001

2008

11

FC Porto:

1968,1970,1971,1972,1987,1988

 6

Leixões:

1969,1973,1977,1983,1989

 5

Castêlo Maia:

1994,2002,2003,2004

 4

Sporting:

1991,1993,1995

 3

Esmoriz:

1982

 1

ISEF:

1986

 1

Técnico:

1967

 1

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑