Diversos campeões (Open EUA, Budge, Perry, Kramer)

Ao contrário dos períodos analisados anteriormente, neste não houve nenhum super-campeão, isto é, um tenista que ganhasse quatro, cinco ou mais vezes. Quem mais triunfou foi o britânico Fred Perry (até hoje o único desse país a aqui vencer), por três ocasiões. Sendo que Fred Perry, além de ser o último inglês a vencer um Grand Slam, foi, no entanto, o primeiro a vencer pelo menos uma vez cada um dos quatro torneios dessa categoria. Feit0 igual, ao vencer também um de cada, mas, mais especial, porque foi feito no mesmo ano, ou seja, Don Budge, juntou, em 1938, o título do Open dos EUA ao Roland Garros, Wimbledon e Open da Austrália, sendo o primeiro a vencer os quatro no mesmo ano. Façanha igualada apenas por Rod Laver em 1962 e 1969.

De resto, vários tenistas com dois títulos: Ellsworth Vines, Bobby Riggs, Frank Parker, Jack Kramer, Pancho Gonzales, Frank Sedgman (primeiro australiano a aqui vencer) e Tony Trabert. Este foram os que conseguiram o bis, isto é, dois triunfos. Como eu disse no início, nenhum foi um super-campeão, sendo este hiato temporal o que produziu mais campeões, até agora.

ANO FINAL RESULTADO
1931 Ellsworth Vines (EUA)-George M. Lott, Jr. (EUA) 7-9/6-3/9-7/7-5
1932 Ellsworth Vines (EUA)-Henri Cochet (França) 6-4/6-4/6-4
1933 Fred Perry (Grã-Bretanha)-Jack Crawford (Austrália) 6-3/11-13/4-6/6-0/6-1
1934 Fred Perry (Grã-Bretanha)  -Wilmer L. Allison (EUA) 6-4/6-3/1-6/8-6
1935 Wilmer L. Allison  (EUA)-Sidney B. Wood (EUA) 6-2/6-2/6-3
1936 Fred Perry (Grã-Bretanha)  -Don Budge (EUA) 2-6/6-2/8-6/1-6/10-8
1937 Don Budge (EUA)-Gottfried von Cramm (Alemanha) 6-1/7-9/6-1/3-6/6-1
1938 Don Budge (EUA)-C. Gene Mako (EUA) 6-3/6-8/6-2/6-1
1939 Bobby Riggs (EUA)-S. Welby van Horn (EUA) 6-4/6-2/6-4
1940 Donald McNeill (EUA)-Bobby Riggs (EUA) 4-6/6-8/6-3/6-3/7-5
1941 Bobby Riggs (EUA)-Francis Kovacs (EUA) 5-7/6-1/6-3/6-3
1942 Fred Schroeder, Jr. (EUA)  -Frank Parker (EUA) 8-6/7-5/3-6/4-6/6-2
1943 Ten. Joseph R. Hunt (EUA)-Seaman Jack Kramer (EUA) 6-3/6-8/10-8/6-0
1944 Sarg. Frank Parker (EUA)-William F. Talbert (EUA) 6-4/3-6/6-3/6-3
1945 Sarg. Frank Parker (EUA)-William F. Talbert (EUA) 14-12/6-1/6-2
1946 Jack Kramer (EUA)-Tom Brown, Jr. (EUA) 9-7/6-3/6-0
1947 Jack Kramer (EUA)-Frank Parker (EUA) 4-6/2-6/6-1/6-0/6-3
1948 Pancho Gonzales (EUA)-Eric W. Sturgess (África do Sul) 6-2/6-3/14-12
1949 Pancho Gonzales (EUA)-Ted Schroeder (EUA) 16-18/2-6/6-1/6-2/6-4
1950 Arthur Larsen (EUA)-Herbert Flam (EUA) 6-3/4-6/5-7/6-4/6-3
1951 Frank Sedgman (Austrália)-Vic Seixas (EUA) 6-4/6-1/6-1
1952 Frank Sedgman (Austrália)-Gardnar Mulloy (EUA) 6-1/6-2/6-3
1953 Tony Trabert (EUA)-Vic Seixas (EUA) 6-3/6-2/6-3
1954 Vic Seixas (EUA)-Rex Hartwig (Austrália) 3-6/6-2/6-4/6-4
1955 Tony Trabert (EUA)-Ken Rosewall (Austrália) 9-7/6-3/6-3

Anúncios

A geração dourada do ténis masculino francês (Roland Garros: Cochet, Lacoste, Borotra)

Após anos de vitórias francesas no Roland Garros sem correspondência a nível internacional, apareceram nos anos 20 três tenistas franceses que iriam dominar o panorama tenístico internacional durante uma década. Os seus nomes: Henri Cochet, René Lacoste e Jean Borotra. O único que ia fazendo-lhes frente era o norte-americano Bill Tilden que consquistou dez Grand Slams, sete dos quais no Open dos EUA. O único a vencer na Austrália foi Jean Borotra, mas, devido às dificuldades de logística e de comunicação entre a França e a Austrália, onde teriam que passar vários dias num barco em direcção ao país dos cangurus, os outros dois não tinham motivação para lá aparecer. Relembre-se que a indústria da aviação ainda estava a dar os primeiros passos nos anos 20. Essa é talvez a principal razão de não terem o grand slam de carreira, num momento em que o ténis era amador.

Além das diversas vitórias em Wimbledon, Roland Garros e Open dos EUA, esta geração conseguiu seis vitórias consecutivas na Taça Davis. Só para se ter a noção do feito destes tenistas, após o triunfo, sexto consecutivo, em 1932, a França só voltou a ganhar a Taça Davis em 1991, isto é, 59 aos depois desta geração ter vencido pela última vez.

Neste período aqui abordado realce-se a vitória de dois tenistas: Fred Perry, 1935 e Don Budge em 1938. No caso do britânico, este triunfo permitiu-lhe, juntando a outras sete vitórias nos outros três torneios do Grand Slam, ser o primeiro europeu e primeiro tenista a vencer os quatro torneios mais importantes do ténis mundial, embora não os quatro no mesmo ano. O segundo tenista europeu a alcançar tal feito foi Roger Federer, mais de setenta anos depois. Don Budge tornou-se o segundo tenista a alcançar tal desiderato com uma particularidade: foi o primeiro a vencer os quatro Grand Slams no mesmo ano, feito que só Rod Laver igualou nos anos 60.

ANO FINAL RESULTADO
1921 Jean Samazeuilh (França)-André Gobert (França) 6-3/6-3/2-6/7-5
1922 Henri Cochet (França)-Jean Samazeuilh (França) 8-6/6-3/7-5
1923 François Blanchy (França)-Max Decugis (França) 1-6/6-2/6-0/6-2
1924 Jean Borotra (França)-René Lacoste (França) 7-5/6-4/0-6/5-7/6-2
1925 René Lacoste (França)-Jean Borotra (França) 7-5/6-1/6-4
1926 Henri Cochet (França)-René Lacoste (França) 6-2/6-4/6-3
1927 René Lacoste (França)-Bill Tilden (EUA) 6-4/4-6/5-7/6-3/11-9
1928 Henri Cochet (França)-René Lacoste (França) 5-7/6-3/6-1/6-3
1929 René Lacoste (França)-Jean Borotra (França) 6-3/2-6/6-0/2-6/8-6
1930 Henri Cochet (França)-Bill Tilden (EUA) 3-6/8-6/6-3/6-1
1931 Jean Borotra (França)-Christian Boussus (EUA) 2-6/6-4/7-5/6-4
1932 Henri Cochet (França)-Giorgio de Stefani (Itália) 6-0/6-4/4-6/6-3
1933 Jack Crawford (Austrália)-Henri Cochet (França) 8-6/6-1/6-3
1934 Gottfried von Cramm (Alemanha)-Jack Crawford (Austrália) 6-4/7-9/3-6/7-5/6-3
1935 Fred Perry (Grã-Bretanha)-Gottfried von Cramm (Alemanha) 6-3/3-6/6-1/6-3
1936 Gottfried von Cramm (Alemanha)-Fred Perry (Grã-Bretanha) 6-0/2-6/6-2/2-6/6-0
1937 Henner Henkel (Alemanha)-Henry Austin (Grã-Bretanha) 6-1/6-4/6-3
1938 Don Budge (EUA)-Roderik Menzel (Checoslováquia) 6-3/6-2/6-4
1939 Donald McNeil (EUA)-Bobby Riggs (EUA) 7-5/6-0/6-3
1946 Marcel Bernard (França)-Jaroslav Drobny (Checoslováquia) 3-6/2-6/6-1/6-4/6-3
1947 Jozsef Asboth (Hungria)-Eric Sturgess (África do Sul) 8-6/7-5/6-4
1948 Frank Parker (EUA)-Jaroslav Drobny (Checoslováquia) 6-4/7-5/5-7/8-6
1949 Frank Parker (EUA)-Budge Patty (EUA) 6-3/1-6/6-1/6-4
1950 Budge Patty (EUA)-Jaroslav Drobny (Egipto) 6-1/6-2/3-6/5-7/7-5
1951 Jaroslav Drobny (Egipto)- Eric Sturgess (África do Sul) 6-3/6-3/6-3

Mais 25 finais do Open da Austrália: Quist, Cooper, Crawford

No início deste período destaca-se uma vitória de Jack Crawford, vencedor dos últimos dois anos do período abordado anteriormente, isto é, somou três troféus consecutivos, sendo o primeiro a alcançar tal feito. Como se sagrou campeão uma quarta vez, em 1935, tornou-se o primeiro a vencê-lo por quatro vezes, feito, por exemplo, tornado uma realidade por Roger Federer com a vitória do mês passado no Open da Austrália.

A vitória de Fred Perry em 1934 é a última vencida por um britânico. Objectivo quase igualado por Andy Murray este ano, onde foi finalista vencido precisamente por Roger Federer. Em 1938, vitória de Don Budge, única neste torneio, passsaria despercebida se não tivesse sido a primeira vez que um jogador venceu os quatro Grand Slams num ano.

Década de 50,60 até meados da década de 70: geração de ouro do ténis australiano com jogadores como Rod Laver, Ken Rosewall, Roy Emerson, Tony Roche, Fred Stolle, John Newcombe, etc. Além de partilharem muitos grand slams entre eles, dominaram por completo a Taça Davis, aí jorraram o champanhe da vitória por 17 ocasiões entre 1950 e 1977.  Assim, duas vitórias de Ken Rosewall em 1953 e 1955, a primeira de doze Grand Slams de Roy Emerson (terceiro na lista de Grand Slams, superado pelas 14 de Pete Sampras e 16 de Roger Federer), sendo também a primeira de seis vitórias no Open da Austrália, sendo actualmente, com seis triunfos, o jogador que mais vezes venceu este evento. Para finalizar não se pode ignorar um facto, em 1962, Rod Laver fez o mesmo que Don Budge em 1938, isto é, venceu os quatro Grand Slams no mesmo ano. Feito que repetiria em 1969, último tenista masculino a alcançar tal façanha. Ainda falando de Rod Laver, é um facto que venceu onze Grand Slams, contudo, não se pode escamotear o facto que entre 1963 e 1967 não pôde participar nesses torneios por ser… profissional. Só com a criação do ATP, em 1968, é que foi novamente autorizado. Fica sempre a eterna dúvida: quantos mais conseguiria se tal facto não se tivesse passado? Outra curiosidade deste tenista australiano, media menos de… 1,70m!

ANO FINAL RESULTADO
1933 Jack Crawford (Austrália)-K. Gledhill (EUA) 2-6/7-5/6-3/6-2
1934 Fred Perry (Grã-Bretanha)-Jack Crawford (Austrália) 6-3/7-5/6-1
1935 Jack Crawford (Austrália)-Fred Perry (Grã-Bretanha) 2-6/6-4/6-4/6-4
1936 Adrian Quist (Austrália)-Jack Crawford (Austrália) 6-2/6-3/4-6/3-6/9-7
1937 V. B. McGrath (Austrália)-John Bromwich (Austrália) 6-3/1-6/6-0/2-6/6-1
1938 Don Budge (EUA)-John Bromwich (Austrália) 6-4/6-2/6-1
1939 John Bromwich (Austrália)-Adrian Quist (Austrália) 6-4/6-1/6-3
1940 Adrian Quist (Austrália)-Jack Crawford (Austrália) 6-3/6-1/6-2
1946 John Bromwich (Austrália)-Dinny Pails (Austrália) 5-7/6-3/7-5/3-6/6-2
1947 Dinny Pails (Austrália)-John Bromwich (Austrália) 4-6/6-4/3-6/7-5/8-6
1948 Adrian Quist (Austrália)-John Bromwich (Austrália) 6-4/3-6/6-3/2-6/6-3
1949 Frank Sedgman (Austrália)-John Bromwich (Austrália) 6-3/6-2/6-2
1950 Frank Sedgman (Austrália)- Ken McGregor (Austrália) 6-3/6-4/4-6/6-1
1951 Dick Savitt (EUA)-Ken McGregor (Austrália) 6-3/2-6/6-3/6-1
1952 Ken McGregor (Austrália)-Frank Sedgman (Austrália) 7-5/12-10/2-6/6-2
1953 Ken Rosewall (Austrália)-Mervyn Rose (Austrália) 6-0/6-3/6-4
1954 Mervyn Rose (Austrália)-R. N. Hartwig (Austrália) 6-2/0-6/6-4/6-2
1955 Ken Rosewall (Austrália)-Lew Hoad (Austrália) 9-7/6-4/6-4
1956 Lew Hoad (Austrália)-Ken Rosewall (Austrália) 6-4/3-6/6-4/7-5
1957 Ashley Cooper (Austrália) -Neale Fraser (Austrália) 6-3/9-11/6-4/6-2
1958 Ashley Cooper (Austrália)-M.J. Anderson (Austrália) 7-5/6-3/6-4
1959 Alex Olmedo (EUA)-Neale Fraser (Austrália) 6-1/6-2/3-6/6-3
1960 Rod Laver (Austrália)-Neale Fraser (Austrália) 5-7/3-6/6-3/8-6/8-6
1961 Roy Emerson (Austrália)-Rod Laver (Austrália) 1-6/6-3/7-5/6-4
1962 Rod Laver (Austrália)-Roy Emerson (Austrália) 8-6/0-6/6-4/6-4

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑