Catar vice-campeão do Mundo de sub-20, futebol, 1981, Austrália

O Campeonato do Mundo de futebol, em 2022, vai-se realizar no Catar. Um país asiático, situado no Médio Oriente, com grande lucro, devido ao petróleo. Não tem grande história no futebol apesar de ir organizar o maior evento desta modalidade daqui a cinco anos. Só para dar uma ideia relativa a isto, nunca se qualificou para esta prova em toda a sua história. Tem nove presenças na Taça da Ásia (correspondente ao Europeu na Europa) e nunca passou dos quartos-de-final. Ou seja, muito pouco a realçar no seu palmarés futebolístico.

Contudo, esta nação tem algo que se orgulhar. Não no futebol sénior, mas no de sub-20. Aqui, conseguiu algo de registo. No Mundial de sub-20, de 1981, na Austrália, esta seleção chegou à final, eliminando mesmo o Brasil nos quartos e a Inglaterra nas meias. Assim, alcançou o jogo decisivo, onde foi obliterada pela RFA, perdendo por 4-0. Mesmo assim, fica para a posteridade: medalha de prata numa prova FIFA. Isso ainda é mais importante, porque uma potência como a Itália nunca chegou à final de um Campeonato do Mundo de sub-20. O que mostra que isto não é tão fácil como parece.

É verdade que não tem mais nada de importante, mas aqui fica o seu maior feito no futebol internacional.

fifa 10

 

1981, Austrália: Catar    
   
         
         
         
    1ªfase (Grupo A) Polónia 1-0
      EUA 1-1
      Uruguai 0-1
    Quartos-de-final Brasil 3-2
    Meias-finais Inglaterra 2-1
    FINAL RFA 0-4
         
         
*jogos no estádio do adversário; +campo neutro
 

 

 

III Taça das Confederações, 1997, Arábia Saudita: primeiro para o Brasil

1997-Arábia Saudita: Brasil    
   
         
         
         
    1ªfase (Grupo A) Arábia Saudita 3-0
      Austrália 0-0
      México 3-2
    Meias-finais República Checa 2-0
    FINAL Austrália 6-0
         
*jogos no estádio do adversário; +campo neutro
 

Pela terceira vez organizada pela Arábia Saudita, em três edições, desta vez a vitória sorriu ao Brasil. A primeira de quatro, fazendo este a nação mais bem sucedida neste evento. Uma vitória inapelável, só cederam um empate na fase de grupos frente à Austrália, e só sofreram dois golos, também nessa etapa, diante do México.

Pela primeira vez este formato: dois grupos de quatro, onde os dois primeiros de cada grupo passavam para as meias-finais. Formato este, ainda atual e será repetido na Rússia, em 2017, na próxima edição da prova.

O Brasil, depois de uma fase de grupos muito fácil, nas meias-finais também não teve problemas ao vencer por dois a zero, os vice-campeões europeus, a República Checa. Na final, diante do finalista surpresa, a Austrália, esmagou-os, triunfando por seis a zero, conquistando assim o seu primeiro troféu neste evento. Uma vitória inquestionável! Não tiveram opositores à altura. Até porque a Alemanha, campeã europeia, à altura, não quis participar nisto. O campeão sul-americano, o Uruguai, foi surpreendentemente eliminado nas meias-finais, pela Austrália, por morte súbita, no prolongamento. Nada a dizer quanto à justeza desta conquista.

fifa 3

 

A maldição sul coreana na Taça Ásia

 
1956-Hong Kong:
Coreia do Sul
   
    Fase Final Hong Kong 2-2
  Israel 2-1
  Vietname do Sul 5-3
1960-Coreia do Sul: Coreia do Sul  
 
 
  Fase Final Taiwan 1-0
  Vietname do Sul 5-1
  Israel 3-0
 

uefa 7

A Coreia do Sul foi a primeira seleção asiática a participar num Mundial. Isso aconteceu em 1954, na Suíça. Apesar de ter sido goleada em todos os jogos, fica esse epíteto de ter sido a pioneira. No entanto, depois, deu-se um longo jejum de presenças neste evento. Só voltou a participar em 1986, no México. Porém, desde então, não falhou mais nenhuma participação, tendo, inclusive, organizado o de 2002, em conjunto com o Japão, onde conseguiu o seu melhor resultado de sempre, finalizando no quarto lugar.

A Taça Ásia começou a disputar-se em 1956, em Hong Kong. Apenas quatro países aí entraram. Apurou-se o campeão em sistema de poule, todos contra todos, onde quem tivesse mais pontos festejava. A de 1960, seguiu o mesmo formato. A Coreia do Sul sagrou-se campeã nestas duas primeiras Taças da Ásia, a de 1956 e a de 1960. Atingiu o bi-campeonato asiático. Até aqui nada de estranho.

Contudo, após a euforia destes feitos, instalou-se um espécie de maldição: desde a Taça da Ásia de 1960 não mais a conquistou. Para alicerçar mais isto, desde 1960, perdeu quatro finais, a última das quais em 2015, frente à Austrália, país organizador. Apesar, de participar  em todos os mundiais dos últimos 29 anos, ainda não conseguiu a terceira taça! Uma maldição que parece apoderar-se desta nação.

Uma prova brilhante, voleibol, Mundial, Argentina, 2002: Portugal acaba em oitavo lugar

2002-Argentina:
Portugal
   
    1ªfase

(Grupo A)

China 3-1 (16-25,25-21,25-19,25-11)
  Austrália 3-1 (25-20,25-27,25-21,29-27)
  Argentina 1-3 (25-21,22-25,22-25,22-25)
  2ªfase (Grupo H) Espanha 3-2 (19-25,22-25,25-21,25-20,15-13)
  Polónia 3-1 (25-22,32-34,25-20,25-22)
  Rússia 0-3 (24-26,15-25,20-25)
  Quartos-de-final Jugoslávia 0-3 (20-25,23-25,16-25)
  5º-8ºlugar Itália 0-3 (23-25,19-25,17-25)
  7º/8ºlugar Grécia 2-3 (25-21,20-25,25-23,21-25,12-15)
  

Portugal tinha uma presença no Campeonato Mundo de 1956, onde acabou no 15ºlugar. Depois, não mais participou. Parecia que tal ocorrência se ia manter indefinidamente. Até que, qualificados como o melhor segundo classificado dos grupos de apuramento, 46 anos depois regressou a um dos maiores palcos mundiais de voleibol. Portugal teve um bocado de sorte com o sorteio, calhando num grupo relativamente acessível e aproveitou, apurando-se para a segunda fase, como segundo classificado.

Nessa fase do torneio, o emparelhamento tinha pouco de fácil, frente a dois todos poderosos do voleibol masculino: a Rússia e a Polónia. Parecia que o sonho tinha acabado, já que, só passavam os dois primeiros. Logo no primeiro encontro, os portugueses recuperaram de uma desvantagem de dois sets para bater a Espanha. Seguia-se a Polónia, o jogo fundamental para a classificação para os quartos-de-final. Poucos acreditavam, mas, os lusitanos venceram e garantiram aí os quartos.

Foi um evento épico, contudo, terminou nos quartos-de-final, perdendo naturalmente para os então campeões europeus, a Jugoslávia. Seguidamente, dois derrotas em jogos com pouco significado, relativamente a quem ficava entre quinto e oitavo lugar. Porém, não deixou de ser uma prestação exemplar e até agora não encontra igual em modalidades olímpicas coletivas à exceção do futebol.

cev

Fed Cup (1963-1987), o domínio americano e as vitórias australianas

Ao contrário da Taça Davis, que se começou a disputar-se no início do século XX, a competição correspondente por países na vertente feminina teve o seu berço na década de 60, mais concretamente em 1963. Com uma diferença que se manteve durante várias décadas: em vez de ser à maior de cinco como na Taça Davis, era à maior de três, isto é, quem ganhasse dois encontros conquistava a taça, no sector masculino era quem triunfasse em três.

Isto é uma competição por selecções, onde as jogadoras vão defender o seu país. Neste primeiro hiato temporal, houve dois países dominantes os EUA e Austrália com uma curiosidade, é verdade que as australianas conquistaram sete troféus, no entanto, desde aí não mais a venceram e, actualmente, não se vislumbra que outra vitória possa surgir para o seu lado.

ANO FINAL RESULTADO
1963 EUA-Austrália 2-1
1964 Austrália-EUA 2-1
1965 Austrália-EUA 2-1
1966 EUA-RFA 3-0
1967 EUA-Grã-Bretanha 2-0
1968 Austrália-Holanda 3-0
1969 EUA-Austrália 2-1
1970 Austrália-RFA 3-0
1971 Austrália-Grã-Bretanha 3-0
1972 África do Sul-Grã-Bretanha 2-1
1973 Austrália-África do Sul 3-0
1974 Austrália-EUA 2-1
1975 Checoslováquia-Austrália 3-0
1976 EUA-Austrália 2-1
1977 EUA-Austrália 2-1
1978 EUA-Austrália 2-1
1979 EUA-Austrália 3-0
1980 EUA-Austrália 3-0
1981 EUA-Grã-Bretanha 3-0
1982 EUA-RFA 3-0
1983 Checoslováquia-RFA 2-1
1984 Checoslováquia-Austrália 2-1
1985 Checoslováquia-EUA 2-1
1986 EUA-Checoslováquia 3-0
1987 RFA-EUA 2-1

  • Arquivos

  • Agosto 2017
    S T Q Q S S D
    « Jul    
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031