XIV Europeu de Futebol, 2012, Polónia/Ucrânia: novo triunfo dos espanhóis

uefa 97

ÉPOCA   FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
         
Polónia/Ucrânia 2012:      
Espanha      
    1ªfase, Grupo C Itália 1-1
      República Irlanda 4-0
      Croácia 1-0
    Quartos-de-final França 2-0
    Meias-finais Portugal 0-0/4-2 g.p.
    FINAL Itália 4-0
         
 Onze principal: Casillas; Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Xavi, Busquets e Xabi Alonso; David Silva (Pedro Rodríguez), Fábregas (Fernando Torres) e Iniesta (Mata)
         
Marcha do marcador: 1-0, por David Silva (14m); 2-0, por Jordi Alba (41m); 3-0, por Fernando Torres (84m); 4-0, por Mata (88m)
         
* jogos no recinto adversário; +campo neutro;

Mais um Europeu com dois países organizadores: Polónia e Ucrânia. Isto foi em 2012. Pela primeira vez desde 1976, então, na ex: Jugoslávia, se realizou no leste europeu. Este foi uma prova sem grandes surpresas, mas, fez-se história de duas maneiras: a Espanha tornou-se no primeiro país a ganhar duas edições consecutivas; e, na final, golearam a Itália por 4-0, resultado mais desnivelado numa final deste campeonato.

A Espanha classificou-se em primeiro no seu grupo, cedendo um empate frente à Itália. Depois, um passeio no segundo encontro contra a Irlanda e, por fim, um nervoso 1-0, pois a Croácia se vencesse também se qualificaria. Nos quartos, vitória tranquila diante da França. Portugal nas meias-finais levou os espanhóis ao limite, só cedeu nas grandes penalidades. Na final, a melhor exibição de uma seleção numa final de um Campeonato da Europa, o tiki taka esmagou os italianos por 4-0. Melhor, quase impossível! Essa final teve a participação de Pedro Proença como árbitro, algo inédito na arbitragem portuguesa.

Não houve grandes surpresas, as meias-finais não apresentaram qualquer participação inesperada. De realçar a presença da Grécia e da República Checa nos quartos-de-final. Desta vez, ao contrário de edições recentes, não conseguiram causar sensação, sendo eliminados pela Alemanha e Portugal. A Holanda eliminada na fase de grupos talvez tenha sido o que maior escândalo causou. Isto não se verificava desde o Europeu de 1980, na Itália, primeiro com fase de grupos.

Portugal começou mal o Europeu, com uma derrota injusta frente à Alemanha. Depois duas vitórias, contra a Dinamarca e a Holanda, tendo mesmo desperdiçado uma vantagem de dois golos frente aos nórdicos. Mesmo assim, conseguiu vencer, com um golo de Varela. Nos quartos, desta vez, não houve chapéus, e conseguiu-se a vitória com um golo de Cristiano Ronaldo perto do fim. As meias, ficaram decididas na lotaria das grandes penalidades, onde, a Espanha foi mais feliz. Não deixou de ser uma boa participação: ficaram nas quatro melhores seleções da Europa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: