VIII Europeu de futebol, 1988, RFA: título para a Holanda

ÉPOCA   FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
         
RFA 1988:      
Holanda      
    1ªfase, Grupo B URSS 0-1
      Inglaterra 3-1
      República Irlanda 1-0
    Meias-finais RFA 2-1
    FINAL URSS 2-0
         
 Onze principal: Van Breukelen; Van Aerle, Rijkaard, R.Koeman e Van Tiggelen; Vanenburg, Wouters, E.Koeman e E.Mühren; Gullit e Van Basten
         
Marcha do marcador: 1-0, por Gullit (33m); 2-0, por Van Basten (54m)
         
* jogos no recinto adversário; +campo neutro;

 

O Europeu 1988 realizou-se na RFA. Finalmente a Holanda venceu alguma coisa, isto é, foi campeão europeia. Realce também para a URSS que chegou à final, aí, foi derrotada. Foi a última demonstração de força deste país que pouco tempo depois desta prova se fragmentou.

A Holanda que não se tinha qualificado para o Mundial de 1986 e o Europeu de 1984, não entrou bem neste torneio, sendo vencida pela União Soviética no primeiro jogo (teria a sua vingança na final). Depois um hat-trick de Van Basten chegou para afastar os ingleses, que aqui perderam qualquer hipótese de se qualificar, já que, tinham perdido surpreendentemente,frente à República Irlanda no primeiro jogo.

O último encontro frente aos irlandeses era decisivo para ambos porque estes só precisavam do empate para se apurarem. Um golo com alguma sorte deu a vitória à laranja mecânica e assim seguiu em frente.

Nas meias-finais, mais uma vingança frente à RFA. No Mundial de 1974, neste país, Holanda perdeu na final frente a estes. Assim, 14 anos depois deram a sua retribuição, eliminando-a nas meias-finais, com um golo de Van Basten, perto do fim do jogo.

Na final, também, contra outra sensação do torneio, os russos, um grande e inesquecível golo de Van Basten, melhor marcador desta prova, com cinco golos, deu uma vantagem de dois golos e como os soviéticos ainda falharam uma grande penalidade, o título ficou entregue.

Portugal devido a um diferendo entre os jogadores e a direção da Federação, após o Mundial de 1986, no México, nos primeiros jogos teve que apresentar as segundas escolhas. Obviamente, num grupo complicado com Suécia, Itália e Suíça, isto paga-se. Ao fim de quatro jogos já estava fora da corrida, com um empate escandaloso em casa, frente à Malta. O próprio selecionador Rui Seabra, nem curso de treinador tinha. Acabamos em terceiro lugar no grupo, bem longe do primeiro a Itália, que assim se apurou.

uefa 91

 

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Maio 2016
    M T W T F S S
    « Abr   Jun »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031