CAN-2015, 23 anos depois, novo título para Costa do Marfim

1992-Senegal:
Costa de Marfim
   
    1ªfase

(Grupo C)

Argélia 3-0
  Congo 0-0
  Quartos-de-final Zâmbia 1-0 a.p.
  Meias-finais Camarões 0-0/3-1 g.p.
  FINAL Gana 0-0/11-10 g.p.
 
2015- Guiné Equatorial: Costa do Marfim
 
 
  1ªfase

(Grupo D)

Guiné Conacri 1-1
  Malia 1-1
  Camarões 1-0
  Quartos-de-final Argélia 3-1
  Meias-finais RD Congo 3-1
  FINAL Gana 0-0/9-8 g.p.
 
*jogos no estádio do adversário; +campo neutro

seleção

O CAN 2015 estava previsto para ser organizado por Marrocos. Devido ao surto do vírus ébola, em 2014, os marroquinos recusaram isso. Assim, à pressa, foi escolhida para albergar esta prova a Guiné Equatorial que já o tinha feito em 2012. O país do Norte de África mais tarde seria penalizado, não podendo participar no CAN de 2017 e 2019, na fase de qualificação. Chegados a 2015, este foi disputado e vencido pela Costa do Marfim, que na final, venceu o Gana, após uma maratona de grandes penalidades, 9-8, a seguir um nulo que nem o prolongamento desfez. Desta vez não houve surpresas na final, como a Zâmbia em 2012 (triunfou) e com o Burkina Faso, também, inesperado finalista derrotado em 2013. Porém, os outros semi-finalistas foram as sensações do torneio: Guiné Equatorial que nunca tinha ido tão longe e a RD Congo que desde de 1998 não chegava tão longe.

A Costa do Marfim nem começou muito bem, cedeu dois empates. Mas, a partir daí, três vitórias consecutivas levaram-na até à final, onde triunfou nas grandes penalidades frente ao Gana. Finalmente, após duas perdidas, também desta forma, em 2006 e 2012, contra Egito e Zâmbia respetivamente, a geração de ouro deste país conquistou um título que já lhe fugia desde 1992. Aí, foi o contrário, não era um dos favoritos e surpreendeu todos ao conquistar o troféu frente ao Gana, também, depois de uma maratona de grandes penalidades, 11-10, de novo o Gana como adversário. Parece que para erguer o troféu esta nação precisa de defrontar os ganeses, e, após uma maratona de castigos máximos!

Em 1992 não era favorita, de tal forma, que teve que esperar pela sua geração de ouro para participar pela primeira vez num Mundial, feito alcançado em 2006 e não falhou nenhum desde então, apesar de nunca ter passado a primeira fase e já ter defrontado Portugal em 2010, na África do Sul, com um nulo como resultado. Após muitas dúvidas e falhanços, com a sua geração de ouro a espera de dar lugar a outra e sem Drogba, finalmente, em 2015: festa!

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Fevereiro 2015
    M T W T F S S
    « Jan   Mar »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    232425262728