X Europeu de Andebol, 2012, Sérvia: festa dinamarquesa

ehf 3

O Europeu, de Andebol, de 2012 realizou-se na Sérvia. Apesar do vencedor não ser uma surpresa; pode-se dizer que complicaram muito a vida deles, cedendo duas derrotas na primeira fase, passando só com uma. Relembre-se que os resultados da primeira fase, das equipas qualificadas de cada grupo, acumula-se aos três jogos que vão fazer com outras seleções de outra série, não jogando de novo com os que se qualificaram do seu emparelhamento, transitando para isso os resultados da primeira fase de grupos. Assim, a Dinamarca, perdendo dois dos três jogos, da primeira fase,não só tinha que vencer os seus três encontros como esperar que os outros resultados fossem a seu favor. Cumpriu a sua parte, triunfando nos seus jogos e teve a sorte do resto ter corrido bem. Nas meias-finais, nova vitória, difícil, frente à Espanha, por apenas um golo, 25-24. Na final, contra os anfitriões, com quem tinham, perdido na primeira fase, vitória e título europeu para a Dinamarca, o segundo do seu historial.

2012-Sérvia:
Dinamarca
   
    1ªfase

(Grupo A)

Eslováquia 30-25
  Sérvia 22-24
  Polónia 26-27
  2ªfase

(Grupo I)

[Sérvia 22-24] -resultado que transita da 1ªfase acumulando aos jogos desta fase final
  [Polónia 26-27] -resultado que transita da 1ªfase acumulando aos jogos desta fase final
  Macedónia 33-32
  Alemanha 28-26
  Suécia 31-24
  Meias-finais Espanha 25-24
  FINAL Sérvia 21-19
 
*jogos no estádio do adversário; +campo neutro
Anúncios

Sporting Braga, vice-campeão nacional, 2009-10, a sua melhor classificação

2009-10 J V E D GOLOS P
1-Benfica 30 24  4  2 78-20 76
2-Sporting Braga 30 22  5  3 48-20 71
3-FC Porto 30 21  5  4 70-26 68
4-Sporting 30 13  9  8 42-26 48
5-Marítimo 30 11  8 11 42-43 41
6-Vitória Guimarães 30 11  8 11 31-34 41
7-Nacional 30 10  9 11 36-46 39
8-Naval 1ºMaio 30 10  6 14 20-35 36
9-União Leiria 30  9  8 13 35-41 35
10-Paços Ferreira 30  8 11 11 32-37 35
11-Académica 30  8  9 13 37-42 33
12-Rio Ave 30  6 13 11 22-33 31
13-Olhanense 30  5 14 11 31-46 29
14-Vitória Setúbal 30  5 10 15 29-57 25
15-Belenenses 30  4 11 15 23-44 23
16-Leixões 30  5  6 19 25-51 21
2009-10: Sporting Braga, 2ºlugar CASA FORA
Benfica 2-0 0-1
FC Porto 1-0 1-5
Sporting 1-0 2-1
Marítimo 2-1 2-1
Vitória Guimarães 3-2 0-1
Nacional 2-0 1-1
Naval 1ºMaio 0-0 4-0
União Leiria 2-0 2-1
Paços Ferreira 1-0 1-0
Académica 1-0 2-0
Rio Ave 1-0 1-1
Olhanense 3-1 1-0
Vitória Setúbal 2-0 0-0
Belenenses 3-1 3-1
Leixões 3-1 1-1
CASA FORA
V E D GOLOS V E D GOLOS
14 1 0 27-6 8 4 3 21-14
TOTAL
J V E D GOLOS P
30 22 5 3 48-20 71

Treinados por Domingos Paciência, os bracarenses conseguiram em 2009-10 a sua melhor classificação de sempre, um segundo lugar, lutando pelo título até à última jornada. Tinha uma equipa que defendia bem, só 20 golos concedidos durante o campeonato, ainda recorde do clube. Nessa defesa tinham o guarda-redes Eduardo, os centrais Rodríguez e Moisés, no meio-campo: Vandinho, Mossoró, Hugo Viana, Luís Aguiar, e ainda no ataque Alan, Meyong e Paulo César. Uma equipa que defendia bem e contra atacava ainda melhor. 22 vitórias, também, melhor registo do clube e apenas três derrotas, também o número um em derrotas concedidas. Em casa, quase perfeitos, 14 vitórias e um empate, fora, oito vitórias. Foi uma época especial para o Sporting Braga, ainda, porque garantiram a qualificação as pré-eliminatórias da Liga de Campeões. Na Europa, o clube minhoto fez história: atingiu a fase de grupos da Liga dos Campeões, acabou-o em terceiro, atrás do Shakhtar Donetsk e do poderoso Arsenal, foi relegado para a Liga Europa, onde chegou à final, que perdeu frente ao FC Porto, numa final 100% portuguesa.

Não foi só o Sporting Braga que alcançou algo inédito. A Naval 1ºMaio, orientada por Augusto Inácio, finalizou o campeonato no seu melhor lugar de sempre, um oitavo lugar, com, a particularidade, de ter apenas marcado vinte golos, sofrendo 35. No entanto, obteve algo dificilmente reproduzido nos próximos anos, até porque, atualmente, estão no CNS, terceiro escalão do futebol português, e não muito bem classificados.

O FC Porto finalizou em terceiro lugar algo muito raro desde a década de 80. De lá para cá, os azuis só ficaram abaixo dos dois primeiros lugares em quatro ocasiões, acabando sempre em terceiro: 1981-82,2001-02,2009-10 e 2013-14. Um registo que demonstra e expressa a hegemonia dos portistas nos últimos 30 anos.

Os algarvios voltaram a estar representados na I Liga. Representados pela Olhanense, que regressou ao fim de 34 anos à primeira. Acabariam em 13º, nada de especial, mas chegou para evitar a descida. A melhor classificação dos algarvios é um quarto lugar na já muito distante época de 1945-46, contudo, evitaram a despromoção, o que não é nada a desconsiderar!

fpf 18

ABC, um grande no Andebol, o início das suas glórias: campeão em 1986-87 e 1987-88

fpa

Entre 1986-87 e 2006-07, isto é, 21 épocas, o ABC ganhou doze campeonatos. Na década de 90, em dez, festejaram oito títulos. Foi o auge deste clube minhoto. Pioneiro ao contratar jogadores estrangeiros para o seu plantel, o ABC conquistou um primeiro bis ao triunfar em 1986-87 e 1987-88. Os primeiros dois. Dois campeonatos conquistados com alguma facilidade, sobretudo, o primeiro, onde dominaram a primeira fase e controlaram a segunda fase, sendo que em 1987-88, só cederam uma derrota em 22 jogos, ganhando os outros 21. Duas épocas de glória para esta formação.

O formato de disputa destes dois campeonatos era relativamente simples, idêntico ao que se uso em 2013-14: primeira fase, com doze equipas, 22 jogos, os seis primeiros apuram-se para um grupo que vai apurar o campeão, em dez jogos; e outra série de seis, com dez partidas, onde se encontra quem vai descer. Foi dentro deste panorama que o ABC dominou convincentemente estas duas temporadas. Um prelúdio dos anos 90 onde fez um tri (1990-91 a 1992-93), um tetra (1994-95 a 1997-98) e mais um tetra na Taça de Portugal (1989-90 a 1992-93). Para não falar de um feito dificilmente repetido nos próximos anos, isto é, a final da Liga dos Campeões de 1993-94. Perderam é verdade, mas, mais ninguém tinha o feito, e mais ninguém o fará brevemente, infelizmente!

1986-87, 1ªfase J V E D GOLOS P
1-ABC 22 19  1  2 608-439 61
2-Sporting 22 17  1  4 552-412 57
3-Benfica 22 16  2  4 535-368 56
4-Belenenses 22 16  1  5 514-424 55
5-FC Porto 22 14  3  5 554-467 53
6-Clube TAP 22 10  2 10 490-485 44
7-Salgueiros 22 11  0 11 465-511 44
8-Vitória Setúbal 22  9  2 11 482-470 42
9-Académica São Mamede 22  6  1 15 390-523 35
10-Boa Hora 22  5  0 17 431-522 32
11-Académico Porto 22  1  1 20 450-588 25
12-Sanjoanense 22  1  0 21 368-630 24
Série Primeiros 2ªfase:
1-ABC 10  8  0  2 274-213 26
2-Sporting 10  6  1  3 215-198 23
3-FC Porto 10  6  1  3 235-214 23
4-Benfica 10  5  0  5 219-220 20
5-Belenenses 10  2  2  6 207-234 16
6-Clube TAP 10  1  0  9 208-279 12
1987-88, 1ªfase J V E D GOLOS P
1-ABC 22 21  0  1 564-370 64
2-Sporting 22 18  1  3 575-396 59
3-Benfica 22 16  1  5 545-402 55
4-Vitória Setúbal 22 14  1  7 478-411 48
5-Belenenses 22 12  2  8 500-421 48
6-FC Porto 22 12  1  9 477-464 47
7-Clube Tap 22 10  3  9 478-439 45
8-Salgueiros 22  8  2 12 461-473 40
9-Francisco Holanda 22  7  1 14 440-467 37
10-Boa Hora 22  4  1 17 430-598 31
11-Passos Manuel 22  3  1 18 474-637 29
12-Académico Porto 22  0  0 22 305-620 22
Série Primeiros, 2ªfase:
1-ABC 10  8  0  2 235-187 58
2-Sporting 10  8  0  2 211-191 56
3-Benfica 10  5  1  4 209-205 49
4-Belenenses 10  4  0  6 201-217 42
5-FC Porto 10  3  0  7 193-228 40
6-Vitória Setúbal 10  1  1  8 187-208 39

Barreirense campeão de basquetebol: 1956-57 e 1957-58

1956-57 J V E D PONTOS P
1-Barreirense 14 10  2  2 780-579 36
2-Sporting 14 11  0  3 981-759 36
3-Académica 14  9  1  4 780-552 33
4-Benfica 14  9  0  5 776-651 32
5-FC Porto 14  5  1  8 649-712 25
6-Sanjoanense 14  4  0 10 593-800 22
7-CUF 14  4  0 10 587-787 22
8-Vasco da Gama 14  2  0 12 661-903 18
1957-58 J V E D PONTOS P
1-Barreirense 10  8  0  2 607-429 26
2-Sporting 10  8  0  2 636-498 26
3-Académica 10  6  0  4 450-390 22
4-Belenenses 10  4  1  5 473-538 19
5-FC Porto 10  2  1  7 476-601 15
6-Conimbricense 10  1  0  9 409-595 12

fpb 2

Uma escola de formação de excelência, de onde vieram muitas das figuras do basquetebol português quer no passado quer no presente, por exemplo, Betinho Gomes, que joga na Liga ACB, campeonato principal de Espanha e dos mais importantes a nível europeu. Tem inúmeros títulos nas camadas jovens. Porém, o último grande triunfo nos seniores foi a Taça de Portugal na época de 1984-85, na altura, a segunda consecutiva e a sexta e última do seu historial. Esta geração conseguiu vencer três Taças de Portugal, mas, falhou no assalto ao epíteto de campeã nacional.

Se esta na década de 80 não atingiu o título máximo, a dos anos 50, início dos 60, também, colecionou três Taças de Portugal: 1956-57, 1959-60 e 1962-63, todavia, foi campeã nacional, um bicampeonato: 1956-57 e 1957-58 e a correspondente dobradinha em 1957. Foi o ponto alto da história do Barreirense, que o levou, também, a defender Portugal nas competições europeias. Um equipa de ouro, em dois campeonatos sui generis, já que, permitiam empates, coisa que no basquetebol atual não existe. Claro que eram outros tempos, havia primeiro uma fase regional e depois uma poule final para apurar o campeão, com 14 jogos e dez jogos no caso do segundo título, todavia, são títulos que valem tanto como os outros e que os adeptos do Barreirense esperam ver repetir no futuro.

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑