Campeonato do Mundo, Espanha, 1982: tri italiano

ÉPOCA   FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
         
Itália:      
Mundial-1982, Espanha      
    1ªfase (Grupo 1) Polónia 0-0
      Perú 1-1
      Camarões 1-1
    Quartos-de-final (Grupo C) Argentina 2-1
      Brasil 3-2
    Meias-finais Polónia 2-0
    FINAL RFA 3-1
         
 Onze principal: Zoff; Cabrini, Scirea, Gentile e Collovati; Oriali, Bergomi e Tardelli; Conti, Rossi e Graziani (Altobelli, Causio)
         
Marcha do marcador: 1-0, por Rossi (57m); 2-0, por Tardelli (69m); 3-0, por Altobelli (81m); 3-1, por Breitner (83m)
 
         
* jogos no recinto adversário; +campo neutro

 

Numa prova disputada na Espanha, onde a seleção da casa desiludiu, os italianos voltaram a festejar 44 anos depois, alcançando o tri. Um início de prova periclitante, três empates na primeira fase de grupos, qualificando-se por ter apenas mais um golo marcado que os Camarões, com uma diferença de golos iguais: 2-2, para os italianos, 1-1, para os africanos. Depois, embalaram rumo ao título, vencendo todos os jogos até à festa.

Devido à fraca prestação na primeira fase de grupos, calharam, na segunda fase de grupos, no mesmo que a Argentina e o Brasil, onde, só o primeiro se apurava. Todos temeram o pior, mas, a Itália começou por vencer a Argentina. Porém, tinha que derrotar os brasileiros, estes, por sua vez, bastava o empate. Num jogo épico, o hat-trick de Paolo Rossi (muito criticada foi a sua convocatória para o Mundial), permitiu a vitória por 3-2 frente ao Brasil, consequentemente, a qualificação para as meias-finais.

Depois, rumo ao título, vitórias relativamente tranquilas frente à Polónia, nas meias-finais. Os polacos, para esse jogo, tinham o seu principal jogador, Boniek castigado, o que ajudou ainda mais os italianos. Mais dois golos de Rossi nessa meia-final. Na final, uma excelente segunda parte, apesar de uma grande penalidade falhada na primeira parte,originou um triunfo relativamente fácil por 3-1, com mais um golo de Rossi.

Ao contrário do Campeonato do Mundo anterior, este teve duas surpresas, entre outras menos marcantes. A Polónia acabou no pódio, repetindo o terceiro lugar de 1974. E a França teve a sua melhor prestação, quarto lugar, desde o Mundial de 1958, onde acabaram em terceiro. Os franceses mais tarde comprovariam toda a sua valia em provas seguintes.  Uma curiosidade, a Hungria venceu São Salvador por 10-1, fixando a maior goleada da história deste evento, apesar de os húngaros não terem sequer passado a primeira fase de grupos. Apesar desta humilhação, o golo marcado por São Salvador, é o único da sua história, em mundiais, nas suas duas participações.

Portugal, mais uma vez não se apurou, mais uma vez calhou num grupo acessível. Mais problemas de uma seleção que, todavia, conseguiria finalmente qualificar-se para as provas seguintes. Mas que podia ter passado pelo Campeonato do Mundo de 1982, na Espanha, podia!

 

fifa 16

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Julho 2014
    M T W T F S S
    « Jun   Ago »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031