Mundial 1978, Argentina: primeiro título para os argentinos

fifa 15

ÉPOCA   FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
         
Argentina:      
Mundial-1978, Argentina      
    1ªfase (Grupo 1) Hungria 2-1
      França 2-1
      Itália 0-1
    Quartos-de-final (Grupo B) Polónia 2-0
      Brasil 0-0
      Perú 6-0
    FINAL Holanda 3-1 a.p.
         
 Onze principal: Fillol; Olguin, Galvan, Passarella e Tarantini; Ardiles (Larossa), Gallego, Kempes e Bertoni; Luqué e Ortiz (Houseman)
         
Marcha do marcador: 1-0, por Kempes (38m); 1-1, por Nanninga (82m); 2-1, por Kempes (105m); 3-1, por Bertoni (115m)
 
         
* jogos no recinto adversário; +campo neutro

 

O Mundial de 1978, na Argentina, foi caracterizado por poucas surpresas. Nos quatro primeiros classificados não há qualquer equipa sensação. Nos que atingiram a segunda fase de grupos, talvez, a Áustria e o Perú; de resto, nada de muito sensacional. Foi uma prova, ao contrário de outras edições, sem grande feitos dos mais pequenos. O título, conquistado pelo país anfitrião, a Argentina não foi isento de polémicas. O mesmo se pode dizer da atribuição da organização a um país, na altura, marcado por uma ditadura muito repressiva e violenta. Porém, os argentinos esqueceram isso e sagraram-se campeões, batendo a Holanda, na final, por 3-1, após prolongamento. Sem, todavia, se livrarem de um susto, pois, um jogador holandês acertou um remate no poste, a poucos segundos dos 90.

Tal como a RFA na edição anterior, a Argentina, também, perdeu o último jogo da primeira fase contra os italianos. Não interferiu muito, porque já estavam classificados. Na segunda fase, o empate contra o Brasil, na segunda partida, deixou tudo em aberto para o último jogo desta etapa. Aqui aconteceu algo que levantou muita polémica. Naquela altura, a última jornada, das fases de grupos, não se jogavam à mesma hora, como agora. Assim, os argentinos, calendarizados para jogar a seguir ao Brasil, sabiam o resultado dos seus rivais e o que tinham de fazer para se apurarem para a final. Precisavam de vencer por quatro golos, ganharam por 6-0. Há muitas histórias relativas a este jogo, o que se pode inferir é que algo se passou, porém, como nada se provou, a Argentina apurou-se para a final e aí se sagrou campeã mundial.

Surpresas, quase nenhumas. Foi uma edição onde os favoritos com maior ou menor dificuldade se impuseram. As únicas notas de destaque a este respeito, é a presença da Áustria e do Perú na segunda fase de grupos, de resto nada a realçar.

Portugal, novamente, não se apurou para esta prova. Desta vez, contundo, o nosso adversário na qualificação, a Polónia, não era uma equipa qualquer, pois ficou em terceiro em 1974 e obteve o bilhete para a Argentina sem grandes problemas. Seriam precisos mais oito anos para a esta prova voltarmos.

 

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Julho 2014
    M T W T F S S
    « Jun   Ago »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031