Mundial de 1974, RFA: vitória da equipa anfitriã

ÉPOCA   FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
         
RFA:      
Mundial-1974, RFA      
    1ªfase (Grupo 1) Chile 1-0
      Austrália 3-0
      RDA 0-1
    Quartos-de-final (Grupo B) Jugoslávia 2-0
      Suécia 4-2
      Polónia 1-0
    FINAL Holanda 2-1
         
Onze principal: Maier; Vogts, Beckenbauer, Schwarzenbeck e Breitner; Bonhof, Hoeness e Overath; Grabowski, Müller e Holzenbein
         
Marcha do marcador: 0-1, por Neeskens (2m, gp); 1-1, por Breitner (25m, gp); 2-1, por Müller (43m)
 
         
* jogos no recinto adversário; +campo neutro

 

fifa 14

 

 

Neste Campeonato do Mundo, realizado, em 1974, na República Federal da Alemanha (RFA), parte ocidental da Alemanha, encontraram-se pela única vez em jogos oficiais, relativos a Europeus e Mundiais, frente a frente, as duas partes da então dividida Alemanha. Para alimentar esta curiosidade, a RDA só se qualificou para um campeonato do mundo de futebol em todo o seu historial, europeus nenhum e tinha que ser logo no realizado pela outra parte da agora unificada Alemanha. A RDA venceu o grupo, bateu a RFA, mas acabou eliminada na segunda fase de grupos, fórmula estreada neste mundial. Ao contrário dos seus conterrâneos, embora divididos, a Alemanha Ocidental não acusou a derrota na primeira fase, sagrando-se campeã mundial pela primeira vez em vinte anos.

A Holanda e a Polónia, que não se apuravam para este evento desde o Mundial de 1938, na França, ou seja, antes da I Guerra Mundial, há 36 anos. Porém, isso não se notou pois os holandeses chegaram à final e a Polónia acabou em terceiro lugar, vencendo mesmo os brasileiros no jogo de apuramento para o terceiro lugar; não só, isso, mas também, discutiram com a RFA o lugar na final até quase ao último minuto do jogo, na segunda fase de grupos.

Esta prova teve essa inovação: 16 equipas, divididas em quatro grupos de quatro; os dois primeiros de cada qualificavam-se para uma segunda fase de dois grupos de quatro; aqui, o primeiro de cada grupo discutiria a final, o segundo de cada grupo o terceiro lugar. Uma originalidade, discutível, mas aconteceu!

A RFA, teve essa derrota com a RDA na primeira fase, no terceiro jogo do grupo, depois disso, embalou e venceu todos os jogos seguinte, derrotando a favorita Holanda na final que vinha a jogar o melhor futebol do torneio. Contudo, já se sabe que os alemães são peritos em vencer equipas com futebol inovador, criativo, fluído e que apraz os espectadores. Fizeram-no contra a Hungria, em 1954, no mundial de Suíça; e conseguiram-no contra o futebol total dos holandeses. Também, se o capitão da Holanda na final não tivesse acusado nervosismo pela marcação de Vogts, talvez as coisas tivessem sido diferentes.

Portugal não se qualificou. Apuraram-se os búlgaros que não venceram um único jogo no torneio. Mais uma vez, os problemas internos do futebol português, da seleção e da federação originaram que mais uma vez falhássemos uma participação claramente ao nosso alcance. Mas não foram só os portugueses que tiveram mal, os ingleses também não chegaram lá, todavia, quem foi em sua vez, foram os polacos que não eram nada maus porque acabaram em terceiro!

 

 

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Julho 2014
    M T W T F S S
    « Jun   Ago »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031