Boavista foi Boavistão uma última vez, 2001-02, 2ºlugar, vice-campeão nacional

fpf 12

 

 

2001-02 J V E D GOLOS P
1-Sporting 34 22  9  3 74-25 75
2-Boavista 34 21  7  6 53-20 70
3-FC Porto 34 21  5  8 66-34 68
4-Benfica 34 17 12  5 66-37 63
5-Belenenses 34 17  6 11 54-44 57
6-Marítimo 34 17  5 12 48-35 56
7-União Leiria 34 15 10  9 52-35 55
8-Paços Ferreira 34 12 10 12 41-44 46
9-Vitória Guimarães 34 11  9 14 35-41 42
10-Sporting Braga 34 10 12 12 43-43 42
11-Beira-Mar 34 10  9 15 48-56 39
12-Gil Vicente 34 10  8 16 42-56 38
13-Vitória Setúbal 34  9 11 14 40-46 38
14-Santa Clara 34  9 10 15 32-46 37
15-Varzim 34  8  8 18 27-55 32
16-Salgueiros 34  8  6 20 29-71 30
17-Farense 34  7  7 20 29-63 28
18-Alverca 34  7  6 21 39-67 27
             

 

2001-02, Boavista Vice-Campeão CASA FORA
Sporting 0-0 0-2
FC Porto 2-0 1-4
Benfica 1-0 1-2
Belenenses 2-0 2-0
Marítimo 0-1 0-0
União Leiria 1-0 1-0
Paços Ferreira 5-0 1-0
Vitória Guimarães 0-0 0-2
Sporting Braga 3-0 2-0
Beira-Mar 3-0 3-0
Gil Vicente 0-0 3-0
Vitória Setúbal 4-1 1-1
Santa Clara 2-0 2-0
Varzim 1-2 2-0
Salgueiros 2-1 1-1
Farense 1-1 2-1
Alverca 2-0 2-1
CASA FORA
V E D GOLOS V E D GOLOS
11 4 2 29-6 10 3 4 24-14
TOTAL
J V E D GOLOS P
34 21 7 6 53-20 70

 

Mais uma vez, o Boavista foi Boavistão ao terminar o campeonato no segundo lugar! Esta foi a terceira e última vez que o clube portuense terminou com o título de vice-campeão, igualando os azuis de Belém neste setor. Apesar de ambos terem um título conquistado, o desempate faz-se a favor do Belenenses, enquanto o Boavista só terminou duas vezes em terceiro lugar, os lisboetas fizeram-no por mais de dez vezes. No entanto, são, na história do escalão máximo do futebol português, os principais opositores dos três grandes, o que mais luta lhes deram e mais se intrometeram.

O Boavista conseguiu um feito único: dez vitórias fora de casa.  Não fossem os percalços em casa, ao cederam um empate em casa frente ao Farense que desceu de divisão, o mesmo ocorrido, mas fora, contra o Salgueiros, também relegado; e, ainda  a derrota frente ao 15ºclassificado, o Varzim, os boavisteiros podiam ter, talvez, feito o bi.

Com jogadores, orientados por Jaime Pacheco, como Pedro Emanuel, Petit, Ricardo, Sanchez, Silva, Martelinho, Duda, Serginho Baiano, Frechaut, o Boavista fez da sua defesa um baluarte, ao sofrerem apenas vinte golos, também, recorde do clube. O ataque não era nada de especial, apenas marcaram 53 golos, todavia, com uma boa solidez defensiva, quase renovaram o título.

Salgueiros e Farense, dois clubes históricos do futebol português, ambos já participaram nas competições europeias, cada um respetivamente com 24 e 23 presenças na agora I Liga,  tiveram nesta temporada a última presença a este nível. O Belenenses fez aqui a sua melhor época desde 1987-88, onde acabou no pódio (última vez no seu historial), ficando em quinto lugar, os anos seguintes, à  exceção de 2006-07, onde ficou em quinto e foi a final da taça, não foram dignos do historial deste clube!

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Junho 2013
    M T W T F S S
    « Maio   Jul »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930