IV Mundial de futebol, Brasil, 1950: segundo título do Uruguai

Um Mundial, uma festa no Brasil! Uma festa que acabou em depressão! A seleção brasileira foi de festa em festa até ao jogo decisivo, onde só precisava de empatar para ser campeão, começou o jogo a ganhar, no entanto, sofreu dois golos e lançou o país numa crise de tristeza!  Num desespero total!

Nesta edição não houve final. Os vencedores dos quatro grupos seriam apurados para uma fase final, onde, quem, dos quatro conseguisse mais pontos nos jogos disputados entre si seria campeão. Houve, outra vez, tal como no  Uruguai em 1930, várias seleções europeias que apesar de apuradas não quiseram vir, como por exemplo, a Escócia. Daí, o Uruguai ficou sozinho no seu grupo com a Bolívia; venceram esse jogo por 8-0 e ficaram apurados para o tal grupo final. A Inglaterra participou pela primeira vez, mas ficou na primeira fase, perdendo escandalosamente com os EUA. A Espanha, apurada deste grupo, conseguiu a sua melhor participação no século XX, ficando em quarto lugar. A Suécia, então detentora do título olímpico, voltou a surpreender, ficando em terceiro lugar.

No grupo final, enquanto o Brasil foi passeando, 7-1 à Suécia, 6-1 à Espanha, o Uruguai empatou com a Espanha e vencendo muito dificilmente a Suécia por 3-2. Assim, chegando ao último jogo, o Brasil só precisava de empatar, tudo parecia bem encaminhado com o golo dos brasileiros no início da segunda parte. Todavia, o pior estava para chegar, o Uruguai virou o jogo, e a quinze minutos do fim já vencia, vantagem que manteve até final, sagrando-se campeão mundial no reduto adversário. O guarda-redes brasileiro nunca foi perdoado pela falha no segundo golo, onde devia ter coberto o primeiro poste, onde a bola entrou. Os brasileiro, então, entraram em depressão e nunca mais esqueceram este jogo! Contudo, ultrapassaram bem isto, oito anos depois o primeiro título dos cinco que o seu palmarés conta. Só em 1998, na França, contra os franceses, é que voltaram a perder uma final, alcançando novo título, o quinto, quatro anos depois. São hoje o país mais titulado nesta prova, por isso não há razão para crises de identidade, não deixando de ser verdade, que todos os brasileiros conhecem esta história…

ÉPOCA FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
Uruguai:
1950, Mundial/Brasil
  1ªfase (Grupo 4) Bolívia 8-0
  Fase Final Espanha 2-2
Suécia 3-2
Brasil 2-1
Onze principal: Máspoli; M.Gonzáles, Tejera e Gambetta; Varela e Andrade; Ghiggia, Peréz, Miguez, Schiaffino e Morán
Marcha do marcador:  Não houve final, foi uma competição decidida por quem conquistou mais pontos na fase final de quatro selecções.
* jogos no recinto adversário; +campo neutro

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Outubro 2012
    M T W T F S S
    « Set   Nov »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031