O impensável acontece (1927-28, Carcavelinhos)

A edição de 1927-28 do Campeonato de Portugal, então como se designava a Taça de Portugal teve um desfecho surpreendente! Tão surpreendente que esse clube actualmente não existe! Ao contrário das vitórias do Olhanense em 1923-24 e do Marítimo em 1925-26, juntando o triunfo no campeonato regional ao da taça, o Carcavelinhos fez uma prova empolgante mas justa, tão à justa como se qualificou para este torneio.

Depois de duas rondas tranquilas, nas meias-finais calhou-lhe em sorte defrontar o Benfica, no seu recinto, então as Amoreiras. Não era ainda um Benfica forte, pois não tinha qualquer vitória nesta prova e era apenas a sua segunda aparição, no entanto, contava já com várias taças de vencedor do Campeonato de Lisboa; portanto, jogando em casa, os encarnados defrontando uma equipa sem nenhum troféu relevante, apesar de boas classificações no torneio lisboeta, certamente ganhariam! Não, o Carcavelinhos, não só ganhou, como se impôs com clareza, 3-1, conseguindo numa competição ainda a dar os primeiros passos uma grande surpresa em que a taça é fértil. Embora se apregoe esta tradição da Taça de Portugal, na verdade, as suas surpresas são raras e tendo em conta os 3 grandes ainda mais raras são!

Final contra o Sporting: seria o Carcavelinhos capaz de nova façanha? E na verdade é que foi! Vitória clara por 3-1 e ainda se deu ao luxo de falhar uma grande penalidade! Um feito que, embora esquecido, nunca deixará de ser enquadrado como uma das vitórias mais surpreendentes nesta prova.

Concluio, explicando o destino deste clube. O Carcavelinhos participou em cinco campeonatos da I Divisão, I Liga, o que lhe quiserem chamar, conseguindo como melhor resultado um quarto lugar em 1937-38, o que à época era um grande feito. Em 1942 deixa de existir, fundindo-se com o União de Lisboa, dando origem ao Atlético, clube histórico do desporto português. O Atlético disputou 24 campeonatos do escalão máximo do futebol português, último em 1976-77, conseguindo dois terceiros lugares (1943-44, 1949-50), um quarto (1950-51) e um quinto (1945-46). Na Taça de Portugal, há três épocas causou sensação e escândalo ao eliminar o FC Porto, no Dragão, para a 4ªeliminatória da competição, estando a competir na II B. Aqui, conseguiu pelejar pelo troféu em duas ocasiões: 1945-46 e 1948-49, mas, não conseguiu igualar o feito do seu antecessor, caindo perante o Sporting e Benfica respectivamente. Talvez um dia, o Atlético volte a ter um feito equiparado a este seu antepassado, no entanto, esse dia, actualmente, parece um destino longíquo!

ÉPOCA FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
Carcavelinhos:
1927-28 1ªeliminatória Isento
  Oitavos-de-final Beira-Mar 3-0
Quartos-de-final Salgueiros 8-1*
Meias-finais Benfica 3-1*
FINAL Sporting 3-1
Onze vencedor: Gabriel; Carlos Alves e Abreu; A.Pereira, Daniel e Carlos Domingues; Abrantes, Armando Silva, Carlos Canuto, José Domingues e Manuel Rodrigues Treinador: Carlos Canuto
Marcha do marcador: 1-0, por José Domingues (20m); 1-1, por Abrantes Mendes (52 m); 2-1, por José Domingues (53m); 3-1, por Manuel Rodrigues (75 m).

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Maio 2010
    M T W T F S S
    « Abr   Jun »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31