O impensável acontece (1927-28, Carcavelinhos)

A edição de 1927-28 do Campeonato de Portugal, então como se designava a Taça de Portugal teve um desfecho surpreendente! Tão surpreendente que esse clube actualmente não existe! Ao contrário das vitórias do Olhanense em 1923-24 e do Marítimo em 1925-26, juntando o triunfo no campeonato regional ao da taça, o Carcavelinhos fez uma prova empolgante mas justa, tão à justa como se qualificou para este torneio.

Depois de duas rondas tranquilas, nas meias-finais calhou-lhe em sorte defrontar o Benfica, no seu recinto, então as Amoreiras. Não era ainda um Benfica forte, pois não tinha qualquer vitória nesta prova e era apenas a sua segunda aparição, no entanto, contava já com várias taças de vencedor do Campeonato de Lisboa; portanto, jogando em casa, os encarnados defrontando uma equipa sem nenhum troféu relevante, apesar de boas classificações no torneio lisboeta, certamente ganhariam! Não, o Carcavelinhos, não só ganhou, como se impôs com clareza, 3-1, conseguindo numa competição ainda a dar os primeiros passos uma grande surpresa em que a taça é fértil. Embora se apregoe esta tradição da Taça de Portugal, na verdade, as suas surpresas são raras e tendo em conta os 3 grandes ainda mais raras são!

Final contra o Sporting: seria o Carcavelinhos capaz de nova façanha? E na verdade é que foi! Vitória clara por 3-1 e ainda se deu ao luxo de falhar uma grande penalidade! Um feito que, embora esquecido, nunca deixará de ser enquadrado como uma das vitórias mais surpreendentes nesta prova.

Concluio, explicando o destino deste clube. O Carcavelinhos participou em cinco campeonatos da I Divisão, I Liga, o que lhe quiserem chamar, conseguindo como melhor resultado um quarto lugar em 1937-38, o que à época era um grande feito. Em 1942 deixa de existir, fundindo-se com o União de Lisboa, dando origem ao Atlético, clube histórico do desporto português. O Atlético disputou 24 campeonatos do escalão máximo do futebol português, último em 1976-77, conseguindo dois terceiros lugares (1943-44, 1949-50), um quarto (1950-51) e um quinto (1945-46). Na Taça de Portugal, há três épocas causou sensação e escândalo ao eliminar o FC Porto, no Dragão, para a 4ªeliminatória da competição, estando a competir na II B. Aqui, conseguiu pelejar pelo troféu em duas ocasiões: 1945-46 e 1948-49, mas, não conseguiu igualar o feito do seu antecessor, caindo perante o Sporting e Benfica respectivamente. Talvez um dia, o Atlético volte a ter um feito equiparado a este seu antepassado, no entanto, esse dia, actualmente, parece um destino longíquo!

ÉPOCA FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
Carcavelinhos:
1927-28 1ªeliminatória Isento
  Oitavos-de-final Beira-Mar 3-0
Quartos-de-final Salgueiros 8-1*
Meias-finais Benfica 3-1*
FINAL Sporting 3-1
Onze vencedor: Gabriel; Carlos Alves e Abreu; A.Pereira, Daniel e Carlos Domingues; Abrantes, Armando Silva, Carlos Canuto, José Domingues e Manuel Rodrigues Treinador: Carlos Canuto
Marcha do marcador: 1-0, por José Domingues (20m); 1-1, por Abrantes Mendes (52 m); 2-1, por José Domingues (53m); 3-1, por Manuel Rodrigues (75 m).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: