A glória na Madeira (1925-26, Marítimo)

Numa altura, em que não havia campeonatos nacionais, apenas o Campeonato de Portugal que em 1938-39 denominar-se-ia Taça de Portugal. Apesar da criação dos campeonatos nacionais, I e II Liga, em 1934-35, as equipas dos arquipélagos da Madeira e Açores só em 1973-74 foram autorizadas a participar nas então II  e III Divisão. Até então só podiam, embora, algumas vezes sim, outras não, participar na Taça de Portugal.

Em 1925-26, o campeão da Madeira, o Marítimo, apenas entrava na prova nas meias-finais. Logo aí, causou estupefacção ao eliminar o vencedor do ano transacto, o FC Porto. Se essa vitória seria sempre surpreendente, os números dessa vitória mais acentuaram essa característica, o resultado foi uma goleada por 7-1. O Marítimo só voltaria a eliminar outra vez o FC Porto, nas meias-finais desta competição, 69 anos depois, onde regressariam,69 anos depois à final da Taça. O FC Porto só por duas vezes foi batido por números superiores a estes na Taça de Portugal, 7-0, em 1937-38, derrota aplicada pelo Benfica, na 1ªmão dos quartos-de-final. Ainda, em 1942-43, onde o FC Porto num campeonato com dez clubes, ficou em sétimo, defrontou nas meias-finais da Taça de Portugal uma equipa da II Divisão, Vitória Setúbal, sendo derrotado por 7-0.

Numa final com alguma polémica, pois o jogo não cumpriu os 90 minutos. Após o segund0 golo do Marítimo, um jogador do Belenenses foi expulso. A sua reacção foi não querer abandonar o campo, os restantes jogadores do clube de Belém solidarizando-se também deixaram o campo. Não havendo outra solução, o árbitro terminou com o jogo aos 70 minutos. O resultado do jogo manteve-se, isto é, o Marítimo venceu a sua única Taça de Portugal, em 1925-26, por 2-0.

Na época seguinte, estas equipas encontraram-se nos quartos-de-final, tendo o Belenenses conseguido a sua vingança, humilhando o clube da Madeira por 8-1. Contudo, nada apagaria o brilhantismo da vitória do Marítimo em 1925-26 na Taça de Portugal. Feito ainda por igualar pelos madeirenses.

ÉPOCA FASE ATINGIDA ADVERSÁRIO RESULTADO
Marítimo:
1925-26 1ªeliminatória Isento
Quartos-de-final Isento 6-0
Meias-finais FC Porto 7-1
FINAL Belenenses 2-0
Onze vencedor: Ortega; Ranfão e Correia; Domingos, F.Lopes e Sousa; J.Ramos, Alves, Camarão, Ramos e Marques. Treinador:Francisco Ekker (Hun)
Marcha do marcador: 1-0, por Fernandes (55m), 2-0, por Ramos (70m)

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Dezembro 2009
    M T W T F S S
    « Nov   Jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031