Finalmente o título (1945-46, Belenenses)

Depois de várias épocas com classificações no pódio, por consequência honrosas, o Belenenses venceu o seu primeiro e único título nacional com um ponto de vantagem do Benfica. Foi fundamental a segunda volta cem por cento vitoriosa, dando-lhe a necessária consistência de um campeão nacional. Fulcral, frente ao SL Elvas, na última jornada, a reviravolta nos últimos minutos da partida, revertendo um resultado de 0-1, para 2-1, sendo assim campeão nacional, já que, entrava na última jornada com um ponto de vantagem do Benfica, mas com desvantagem nos confrontos directos, porque, tinha ganho 1-0 nas Salésias e perdido 0-2 na casa do Benfica, por isso, em situação de igualdade pontual os encarnados seriam campeões nacionais. Assim, vice-campeão nacional a quinze minutos do fim, campeão nacional pouco depois. Outra curiosadades desta época: o Olhanense que conseguiu o seu melhor lugar de sempre e a melhor classificação de sempre de uma equipa do Algarve, aliás, a sul de Setúbal e do Barreiro na agora Liga Sagres; o 6ºlugar do FC Porto, feito que o Benfica 55 anos depois igualaria, noutra época igualmente histórica desta vez para o Boavista; terceiro e por último, a Oliveirense teve a sua primeira e única presença no escalão máximo do futebol português, nada de anormal nisto, a única coisa de realce é o facto de ter sido a primeira equipa a ser despromovida na história do futebol português, pois, então, as equipas eram apuradas para a I Divisão e II Divisão-os escalões então existentes no futebol português-, por campeonatos regionais, que tiveram a sua última edição na época seguinte, já sem o carácter de apuramento para I Divisão, por isso, tivemos casos como o Atlético terceiro classificado em 1943-44 e campeão da II Divisão na época seguinte, assim, as primeiras equipas promovidas foram o Estoril, campeão do segundo escalão, Famalicão e Sanjoanense.

O Belenenses tinha como treinador Augusto Silva- primeiro treinador português campeão nacional- e como grandes figuras Quaresma, Mariano Amaro, Capela, António Feliciano e Vasco Oliveira -torres de Belém-, Rafael, autor do golo que deu o título ao Belenenses. Manuel Andrade foi o melhor marcador com 19 golos, numa época que, infelizmente, o Belenenses tão cedo não repitirá.

1945-46

J

V

E

D

GOLOS

P

1-Belenenses

22

18

2

 2

74-24

38

2-Benfica

22

17

3

 2

82-29

37

3-Sporting

22

15

2

 5

73-36

32

4-Olhanense

22

13

1

 8

65-39

27

5-Atlético

22

 8

5

 9

38-55

21

6-FC Porto

22

 9

2

11

65-44

20

7-Vitória Setúbal

22

 8

2

12

47-59

18

8-Vitória Guimarães

22

 8

2

12

39-52

18

9-SL Elvas

22

 8

1

13

43-78

17

10-Académica

22

 7

2

13

51-76

16

11-Boavista

22

 6

0

16

39-73

12

12-Oliveirense

22

 3

2

17

22-73

 8

 

1945-46: Belenenses, CAMPEÃO

CASA

FORA

 

Benfica

1-0

0-2

 

Sporting

2-1

1-1

 

Olhanense

6-0

0-2

 

Atlético

2-2

4-2

 

FC Porto

3-2

1-0

 

Vitória Setúbal

3-2

4-1

 

Vitória Guimarães

5-1

4-2

 

SL Elvas

5-2

2-1

 

Académica

7-0

3-1

 

Boavista

6-1

4-1

 

Oliveirense

10-0

1-0

 

CASA

FORA

TOTAL

V

E

D

GOLOS

V

E

D

GOLOS

J

V

E

D

GOLOS

P

10

1

0

50-11

8

1

2

24-13

22

18

2

2

74-24

38

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

  • Arquivos

  • Dezembro 2008
    M T W T F S S
    « Nov   Jan »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031